A pedido do Google: legalize o relacionamento gay

Por Redação | 16 de Julho de 2012 às 15h45

O Google - que vive batendo na tecla do apoio ao relacionamento gay - está frente a frente com governos internacionais para lutar por esta causa. Um bom exemplo da visão do Google é o vídeo publicado no Valentine's Day deste ano, lançando uma campanha global intitulada "Legalize Love".

A intenção do Google foi anunciada na semana passada, em uma Cúpula Global de Trabalho LGBT, em Londres. Os primeiros alvos governamentais foram Cingapura e Polônia - dois países com abordagens de vida ligeiramente diferentes. Será que a tarefa vai ser fácil para o Google?

A igreja Católica é considerada uma grande influência sobre a política na Polônia. O que acontece é que a percepção da igreja e a realidade vivem em conflito, uma vez que a religião tem um papel bastante emocional em todo o país.

Já em Cingapura, a abordagem do Google tende a ser mais pragmática, apelando diretamente para as mentes racionais, inteligentes (e muito bem pagas) que controlam o país.

Foi o que disse Mark Palmer-Edgecumbe, do Google, à CNET: "Cingapura deseja ser um centro financeiro global e lider mundial na área. Podemos insistir e mostrar a eles que, para ser um centro global e líder mundial, um país deve tratar as pessoas com igualdade, independente de sua orientação sexual".

O Google deseja que sua campanha esteja ativa em cada país que contiver um escritório da empresa. Entretanto, está lutando com mais argumentos inicialmente nos países que possuem legislação anti-gays.

O trágico é que, em alguns destes países, a legislação parece ter sido promulgada por políticos homossexuais, mas que temem que suas preferências sejam descobertas, escondendo por trás de leis que punem os gays.

A ideia do Google é mobilizar outras empresas e criar uma pressão coletiva sobre os governos de cada país. E de fato: as grandes empresas exercem um incrível poder econômico sobre os governos. Dinheiro é poder, e o poder pode mudar as coisas.

O Google insiste na campanha, muito embora o nome "Legalize Love" não indique um apelo à liberação do casamento gay. É uma campanha que visa melhores condições para gays e lésbicas dentro e fora de seus escritórios, dirigida principalmente àqueles países que possuem leis com princípios anti-homossexuais.

E você, está de acordo com o Google?

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.