Apple já está vendendo os acessórios do novo MacBook

Por Redação | 10 de Março de 2015 às 13h20

Em mais uma daquelas decisões inusitadas, que acabam deixando muita gente nervosa por aí, a Apple decidiu acabar completamente com as entradas e saídas do MacBook, em prol da menor espessura possível. Assim, o produto anunciado nesta segunda-feira (9) pela companhia tem uma única entrada USB, do tipo reversível, que será usada para absolutamente todas as conexões com o notebook. Só que uma coisa de cada vez.

A modificação completa no padrão da conexão, que agora é do tipo C e pode ser encaixada sem ter um lado “certo”, e principalmente, a redução absurda no número de conexões já permitiu que a Apple começasse a vender adaptadores antes mesmo do computador chegar às lojas, algo que só vai acontecer em abril. Por preços que variam de R$ 99 a R$ 429, são diversas as opções para quem possui equipamentos que ainda não são compatíveis com o novo formato. Ou seja, quase todo mundo.

Pelo menor valor, por exemplo, é possível adquirir um cabo que permite a conexão de equipamentos USB convencionais à porta do tipo C, permitindo que, por exemplo, iPhones e iPads possam ser conectados ao MacBook para recarregamento da bateria ou transferência de dados. Por R$ 149, dá para comprar um fio maior, com dois metros de extensão.

Chama a atenção, porém, o fato de a Apple ainda não ter colocado hubs, com mais de uma porta, em sua loja oficial, uma demonstração de que ela estaria realmente disposta a fazer com que os usuários adotem o novo formato. Adaptadores específicos para monitores, porém, podem acabar fazendo a vez de um acessório desse tipo, já que possuem mais de uma entrada e devem acabar sendo a opção para quem não quer ver seu computador restrito a apenas um acessório por vez.

Pelos já citados R$ 429, um valor um tanto quanto absurdo para um adaptador mas padrão para quem utiliza produtos Apple, é possível, finalmente, ter “multiportas” para conexão de monitores VGA ou HDMI diretamente na única porta do notebook. Ao lado da saída de vídeo, porém, estão também uma entrada USB do tipo C e outra convencional, por meio das quais, finalmente, é possível conectar também o carregador do próprio aparelho, conectar um pendrive ou um celular sem que seja preciso ficar desconectando os outros equipamentos.

Ou seja, em mais um caso que deve gerar críticas por parte de sua base de usuários, os novos MacBooks não são nem mesmo capazes de se conectarem aos próprios aparelhos da Apple sem um adaptador. Um fio que transforme a conexão Lightning em uma USB-C também não está disponível na loja, ou seja, apenas os conversores para USB convencionais permitem esse tipo de utilização, o que para muita gente, pode estar longe do ideal.

Como lembrou o TechCrunch, não é a primeira vez que a Apple toma medidas que parecem impopulares e, no passado, também foi a pioneira em se livrar de drives de disquete, portas seriais ou CD-ROMs. A diferença, agora, é que existe uma grande possibilidade de que as necessidades dos usuários possam estar sendo deixadas de lado por uma mudança brusca de padrão. Afinal de contas, a ideia de um computador utilizado também com um monitor, e ligado à tomada simultaneamente, realmente é tão absurda assim?

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.