A "Amazon da China" já é maior que a Amazon dos EUA

Por Conexão China

Na última sexta-feira, o Alibaba estreou na bolsa de valores de Nova York (NYSE) e quebrou o recorde mundial de arrecadação no IPO com a marca de 25 bilhões de dólares. A gigante chinesa do comércio eletrônico chegou a ultrapassar a maior rival do segmento em valor de mercado: US$ 228 bilhões da chinesa contra US$ 151 bilhões da Amazon.

Além do Alibaba, outras empresas de comércio eletrônico também são muito famosas na China, tais como DealExtreme e FocalPrice. E não só na China, mas também no Brasil. É comum ver brasileiros reclamando sobre a demora na entrega dos produtos chineses. Isso acontece por causa da distância entre os países e a burocracia dos Correios.

Relações internacionais

Os países que mais compram produtos pelo site são EUA, Rússia e Brasil. Além disso, o Alibaba é a sétima loja de comércio eletrônico mais visitada pelos brasileiros. Isso mostra que, na verdade, aquele estigma de que produto chinês é ruim ou pirateado está indo por água abaixo no conceito dos brasileiros.

Além de Jack Ma, fundador do Alibaba, os brasileiros também têm muitos motivos para sorrir. Com as relações entre os países cada vez mais próximas e amigáveis, é muito provável que mais acordos sejam feitos para que os negócios entre os países sejam mais rápidos e eficientes. O DealExtreme já planeja abrir um armazém no país para agilizar as entregas.

Não seria nada mal que as empresas chinesas viessem para o país e aumentassem a competitividade no mercado dominado por empresas americanas, não?