81% das empresas do Brasil já tiveram problemas com aplicações corporativas

Por Redação | 05.09.2014 às 19:10

Uma pesquisa divulgada pela desenvolvedora de softwares de gerenciamento de TI SolarWinds divulgada nesta sexta-feira (05) revelou que 81% das empresas pesquisadas no Brasil já tiveram problemas críticos com desempenho de seus aplicativos. No total, um terço dessas empresas sofreu perdas financeiras por causa de aplicações lentas.

As aplicações corporativas são consideradas hoje o centro das operações de diferentes tamanhos e setores. Com os avanço de tendências de conectividade como o Bring Your Own Device (BYOD), a nuvem e o modelo de Software como Serviço (SaaS), adotados por um número maior de empresas atualmente, essas aplicações ganham uma importância cada vez maior para usuários corporativos, que passam a depender mais de sua entrega.

De acordo com o levantamento, quase todos os usuários finais corporativos do Brasil (99%) afirmaram que o bom funcionamento de aplicações corporativas é essencial para a execução de suas rotinas de trabalho. Para 83% deles, esse tipo de aplicação também se tornou mais importante nos últimos cinco anos para a realização se seu trabalho.

Ainda assim, equipes de TI do país todo lutam para garantir disponiblidade. Segundo os resultado do levantamento, 86% dos entrevistados disseram que entraram em contato com o departamento de TI ao menos uma vez no ano passado por causa de problemas de desempenho ou disponibilidade de aplicativos. Do total, 46% afirmou ter entrado em contato com a TI seis vezes ou mais em um ano.

"A importância resultante do desempenho e da disponibilidade de aplicativos exige que o setor de TI se expanda além do gerenciamento centrado na infraestrutura e adote o gerenciamento centrado no aplicativo. E a qualidade desse gerenciamento pode construir ou acabar com uma empresa", afirmou o vice-presidente executivo de produtos e mercados da SolarWinds, Suaad Sait. "Não se trata apenas de saber se um aplicativo está funcionando, mas se funciona de modo a atender às expectativas do usuário final".

A percepção do levantamento é que os usuários corporativos também estão cada vez menos pacientes com problemas de entrega de aplicações. 71% deles disseram que esperam que os problemas sejam resolvidos em no máximo uma hora depois de relatados.

Mas isso dificilmente acontece, segundo mostraram os resultados. Cerca de 40% dos respondentes disseram que esperaram um dia inteiro para que problemas de disponibilidade fossem resolvidos.

A pesquisa foi realizada em junho de 2014 e entrevistou 207 usuários de aplicações empresariais de empresas brasileiras de pequeno, médio e grande porte, nos setores público e privado.