6 empresas bilionárias que começaram em uma garagem

Por Redação | 30 de Junho de 2016 às 19h45
photo_camera Reprodução/Business Pundit

A literatura de negócios está cheia de casos de empresas que começaram tão pequenas que nem um escritório formal possuíam. Nos Estados Unidos, principalmente, vários empreendedores começaram seus negócios em uma garagem – e a gente trouxe hoje a lista da Visual Capitalist de projetos de empresas se tornaram gigantes em suas áreas, a ponto de valerem bilhões de dólares cada uma.

Da dona do site mais visitado do mundo a um extenso conglomerado de mídia, passando por empresas de tecnologia de ponta, essas firmas são a porção mais extrema do sucesso norte-americano, em que os Estados Unidos são tidos como a terra das oportunidades.

Conheça essas seis empresas bilionárias que começaram no anexo de casas residenciais que geralmente guardam carros e ferramentas:

Amazon

Em 1994, Jeff Bezos já era quase um bilionário (ele foi o mais jovem vice-presidente de uma empresa de Wall Street) quando decidiu entrar para o ramo de vendas online de livros. Mesmo rico, o fundador da Amazon começou em sua garagem. Hoje, mais de 20 anos depois, a loja online dele é a maior do mundo, com valor em torno de US$ 65 bilhões.

Garagem da Amazon

Foto: Reprodução/Business Pundit

Apple

A história de Steve Jobs e Steve Wozniak é talvez a mais famosa envolvendo uma empresa que começou numa garagem. Foi no anexo da casa dos pais adotivos de Jobs que ele e Wozniak montaram os primeiros 50 computadores da Apple. Hoje, a companhia da Maçã é a maior do mundo no setor de tecnologia e a segunda maior fabricante de celulares em termos globais.

Garagem da Apple

Foto: Reprodução/Business Pundit

Disney

Foi na garagem do tio que os irmãos Walt e Roy produziram a história Alice Comedies, que mais tarde inspirou a versão da Disney para Alice no País das Maravilhas. Em 2016, a casa de Mickey Mouse é um gigante conglomerado de mídia, que inclui canais de TV a cabo, produtoras de filmes e animações, editoras, selos musicais e divisões teatrais, além de possuir 14 parques temáticos – entre próprios ou licenciados.

Garagem da Disney

Foto: Reprodução/Business Pundit

Google

O Google teve início em 1998 como um motor de busca de internet criado por Larry Page e Sergey Brin, que se formaram na Universidade Stanford. Inicialmente, a companhia operou em uma garagem, mas, hoje em dia, é uma gigante da internet que desenvolve os mais variados serviços e tecnologias, de email a carros autônomos.

Garagem da Google

Foto: Reprodução/Business Pundit

Hewlett-Packard

Com um investimento de US$ 538 e uma garagem, Bill Hewlett e Dave Packard, também egressos de Stanford, montaram a companhia que leva o sobrenome dos dois. O primeiro produto foi um oscilador eletrônico e um dos primeiros clientes foi a Walt Disney Productions. Atualmente, essa garagem é um museu, e é conhecida como o "berço do Vale do Silício". A HP foi a maior fabricante de PCs do mundo entre 2007 e 2013 e, em 2015, ficou tão grande que se desmembrou em duas: uma servindo computadores pessoais e empresariais e a outra prestando serviços de tecnologia. Cada uma delas possui faturamento de mais de US$ 50 bilhões.

Garagem da Hewlett Packard

Foto: Reprodução/Business Pundit

Microsoft

Foi em uma garagem em Albuquerque, Novo México, que as aventuras de Bill Gates e Paul Allen começaram, em 1975. Ali foi desenvolvido o programa DOS, que foi vendido para a IBM por meros US$ 80 mil. Hoje em dia, a Microsoft domina o ramo dos sistemas operacionais e lança seus tentáculos em divisões como as de softwares de escritório, servidores, nuvem, celulares, videogames e outras tecnologias.

Garagem da Microsoft

Foto: Reprodução/Business Pundit

Com informações da Visual Capitalist.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.