Fundação de Bill Gates apoia privada high tech e sustentável

Por Redação | 06 de Julho de 2016 às 14h50

Estima-se que 2,5 bilhões de pessoas no mundo ainda não têm acesso a saneamento básico adequado. Para tentar ajudar nessa causa, a Fundação Bill e Melinda Gates está apoiando um projeto inovador de pesquisadores da Universidade de Cranfield, no Reino Unido. Eles criaram um vaso sanitário capaz de transformar necessidades em energia e em água limpa: trata-se do Nano Membrane Toilet.

O equipamento tem baixo custo e não precisa se conectar às redes ou descartar resíduos em rios. Após utilizar o sanitário, o usuário precisa apenas fechar a tampa para que o processo de transformação seja inciado. Um mecanismo de rotação no fundo do vaso destina os resíduos a uma câmara de sedimentação e esse processo bloqueia também os odores.

Na sequência, uma membrana nanotecnológica filtra as necessidade, separando as moléculas de água do restante dos resíduos. Esta etapa evita a proliferação e contaminação causada por agentes patogênicos.

A água vaporizada, então, segue através de uma câmara revestida com nanoesferas hidrofílicas, que ajudam a condensá-la e a cair em um reservatório inferior. Essa água residual pode ser usada na limpeza ou na irrigação agrícola, outro problema das áreas isoladas do mundo.

Os resíduos sólidos são direcionados a uma segunda câmara, onde podem ser incinerados para a produção de energia, usada para manter o próprio sistema ou abastecer pequenos dispositivos móveis. As cinzas residuais desse processo podem ser usadas como fertilizantes naturais.

A Universidade também segue trabalhando para estipular um valor final do produto, e como o modelo de negócios será estruturado. Por enquanto, eles têm em mente uma meta de saneamento da Fundação Gates, cobrando cinco centavos por pessoa que usar, ou que o vaso sanitário possa ser alugado ser alugado para outras empresas, instituições ou governos, com a manutenção incluída no contrato.

Alison Parker, professor do Instituto de Ciência da Água de Cranfield, explica como ele deve ser utilizado. "O nosso banheiro é ideal para ambientes urbanos onde o saneamento básico é precário. Nas áreas rurais, ainda é possível construir um poço e, quando enche, é possível cobrí-lo, cavar um novo poço e mover sua estrutura, isso é uma solução satisfatória. Nas áreas urbanas, a quantidade de famílias sem saneamento é chocantemente baixo e não é possível cavar."

No momento, o Nano Membrane Toilet ainda é um protótipo de laboratório e ainda será testado em situações da vida real. "Algumas publicações de mídias são enganosas e dizem que ele já está pronto, mas ainda estamos em fase experimental. Iremos iniciar outros testes em breve", completa Parker.

Via: Fast Company

Nano Membrane Toilet
Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.