Florianópolis terá ponto de ônibus ecologicamente correto

Por Redação | 08.12.2015 às 15:10
photo_camera Acif

Um ponto de ônibus ecologicamente correto e sustentável chegará em Florianópolis a partir do dia 8 de dezembro. O “ponto conceito” será instalado na Agronômica, em frente à Casa do Governador, e terá estrutura 100% reciclável, além de contar com placas fotovoltaicas, que permitem carregar aparelhos de celular usando energia solar, e seu telhado verde reutilizará a água da chuva para se auto irrigar.

O protótipo está em desenvolvimento pelo Núcleo de Paisagismo da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif), e o novo modelo de ponto de ônibus da cidade pretende minimizar o consumo de recursos e potencializar a reutilização dos mesmos.

Por exemplo, não será necessário instalar um sistema de ventilação, já que o teto coberto com vegetação naturalmente reduzirá o calor em seu interior. Para irrigar as plantas também não será preciso gastar água da cidade, já que o ponto será equipado com um sistema de irrigação autônoma reutilizando água da chuva. Já a geração de energia para carregar aparelhos de celular e demais eletrônicos via USB será feita por meio de captação de luz solar, e a iluminação noturna dos pontos de ônibus ficará por conta de lâmpadas de LED.

Ponto ecologicamente correto

Os materiais utilizados na construção do ponto de ônibus sustentável são todos recicláveis. A estrutura será feita de aço, e o forro da cobertura e dos bancos contarão com chapas de madeira plástica, feitas de plástico reciclado e produzidas no Presídio Agrícola de Palhoça. De acordo com a coordenadora do Acif, Maria Cecília Guinle, esse novo espaço será o primeiro deste tipo no Brasil.

“Reunimos modelos instalados em grandes cidades como Amsterdã, Paris, Boston, Califórnia, Miami e outras aqui do Brasil, buscando mesclar as coisas interessantes de cada uma para montar um lugar em que o usuário tenha conforto e comodidade enquanto espera pelo transporte”, explica.

Ponto ecologicamente correto

O espaço também é inclusivo para pessoas com deficiências físicas, facilitando a acessibilidade dos cadeirantes. Nos pontos futuros, estão previstas a instalação de bicicletários e painéis informativos.

Fonte: Diário Catarinense