Até 2030, 25% da frota de Dubai deve ser composta por veículos autônomos

Por Redação | 28 de Abril de 2016 às 17h45

As novas tecnologias desenvolvidas para carros vêm ganhando atenção global, principalmente por conta de seus inúmeros benefícios. Diversos estudos têm apontado metas para a popularização do uso e venda de veículos elétricos e autônomos, e grandes fabricantes do mundo estão apostando no setor, recebendo, inclusive, incentivos do governo visando uma economia sustentável.

Na última segunda-feira (25), Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum, governante de Dubai, lançou uma meta ambiciosa para a cidade alcançar ao longo dos próximos anos. Seu planejamento é de que até 2030, 25% da frota de veículos no local seja composta por transportes inteligentes. A proposta tem como objetivo tornar Dubai a cidade mais inteligente do mundo, investindo em carros, ônibus, táxis e outros veículos autônomos.

As projeções de Sheikh Mohammed são de que a partir do uso desse tipo de veículo, cerca de US$ 6 bilhões possam ser economizados por ano. "Hoje, nós estabelecemos uma estratégia clara com metas específicas para o transporte inteligente, que será responsável por formar um dos principais pilares para alcançar uma economia sustentável nos Emirados Árabes Unidos", afirmou o governante.

Segundo as informações divulgadas, as metas estratégicas visam reduzir os gastos na área de transporte em 44%, diminuindo poluentes, acidentes de trânsito, e aumentando a eficiência do setor em 20%. Como estímulo para o desenvolvimento da tecnologia, Sheikh Mohammad propôs, inclusive, um desafio mundial para o transporte autônomo, que teria como objetivo incentivar empresas e centros de pesquisas a implementar a tecnologia nas estradas de Dubai, que já vêm recebendo uma série de reformas.

Via: Digital Trends

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.