Estudante de 19 anos cria mecanismo para remover plásticos dos oceanos

Por Redação | 09.06.2013 às 18:50
photo_camera Divulgação

O estudante holandês de engenharia Boyan Slat, 19 anos, anunciou recentemente a criação de mecanismo capaz de limpar os oceanos removendo plásticos da água. Intitulado Ocean Cleanup Array, o sistema funciona como uma espécie de filtro que, quando posicionado em determinados pontos do oceano, principalmente onde há maior concentração de lixo, é capaz de remover todos os materiais que estão flutuando.

"A história humana é praticamente constituída por uma lista de coisas que não poderiam ser feitas e, em seguida, foram construídas', disse Slat. Junto com seu colega de classe Tan Nguyen, o estudante criou o mecanismo que utiliza as ondas do mar e a luz do sol para se locomover e conseguir limpar os oceanos em um prazo máximo de cinco anos.

O lixo plástico é capaz de viajar por rios e córregos até desembocar no oceano, onde se acumula em altas concentrações e prejudica a vida marinha. Estima-se que, atualmente, mais de sete toneladas de plástico (o equivalente ao peso de mil Torres Eiffel) flutuam sobre o mar, segundo informações do site Green Prophet. A ideia de Boyan Slat é separar o lixo coletado da vida marinha e, assim que o plástico for coletado, encaminhá-lo para uma central de reciclagem.

Ocean Cleanup Array

Foto: Divulgação

Em 2012, o Ocean Cleanup Array conquistou o primeiro lugar no prêmio de Melhor Projeto de Design da Universidade de Tecnologia Delft, e o segundo lugar no iSea Clash of the Concepts, do Ministério de Infraestrutura e Meio Ambiente da Holanda. O estudante afirma que alguns problemas apresentados em seu projeto devem ser corrigidos em futuros protótipos como, por exemplo, no processamento de limpeza e no transporte do lixo.