Galaxy S8 e S8 Plus brilham tanto que ofuscam fracasso do Note7 [Hands-on]

Por André Fogaça RSS | em 29.03.2017 às 17h10 - atualizado em 30.03.2017 às 08h32

Chegou o grande dia. A Samsung finalmente anunciou a chegada da atual geração de smartphones da linha Galaxy S. Os novos Galaxy S8 e S8 Plus chegam com exatamente tudo que os rumores apontavam, junto de todo o brilho que era necessário para deixar de lado o passado chamuscado do Galaxy Note7.

Visual muito diferente

Este era um dos principais pilares de todos os rumores. O design, as linhas e tudo que está na parte externa mudou. Está melhor, mais agradável e ergonômico. Apenas para uma ideia rápida, o Galaxy S8 tem tela maior do que o Galaxy S7 Edge e é menos largo e menos alto. Sim, ele é menor em corpo e maior em tela.

De fato é a maior mudança. Tudo de antes está aqui, como carregamento sem fios e também a proteção contra água — na certificação IP68. Uma consequência desta mudança está na nova localização do leitor de impressões digitais. Ele saiu da parte da frente e está atrás, bem do lado da lente traseira, e isso é um problema. Com frequência, durante nossos minutos de uso com o aparelho, esbarramos o dedo para cima da lente. Isso, com dedos sujos ou mesmo dedos limpos, mas com a pele naturalmente oleosa, vai sujar a lente.

Galaxy S8, Galaxy S7 Edge e Galaxy S8 Plus (Foto: André Fogaça/Canaltech)

E existe uma divisão clara no tato, que deixa claro que você passou do leitor e agora está com o dedo onde não deve. Falando justamente em leitor de impressões digitais, ele mudou sim, mas o botão de tela inicial continua no mesmo local. Só que abaixo da tela.

Assim como nos iPhones mais recentes, você pressiona mais forte o display e ele entende o toque como se fosse um botão físico. Até mesmo a resposta tátil da Apple está aqui, dando a clara impressão de que você pressionou uma peça física. Só que sem peça de verdade e, por conta disso, sem qualquer problema com desgaste natural de partes móveis. Ponto positivo.

Hardware de ponta, com nostalgia

O Galaxy S8 voa. Com um Snapdragon 835 ou Exynos 8895, não é sequer aceitável algo menor do que puro poder de fogo. Nos minutos que pudemos utilizar os smartphones, ambos abriam qualquer app ou arquivo de forma instantânea. Mesmo com dez, quinze apps abertos no fundo, os novos continuavam abrindo com a mesma velocidade. Ainda está muito cedo para comentar algo sobre desempenho, mas a primeira impressão que os novos aparelhos deixaram é a melhor possível.

Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus (Foto: André Fogaça/Canaltech)

As câmeras são exatamente as mesmas que estão nos Galaxy S7. Pode parecer algo ruim, mas isso significa que elas continuam incríveis e com os melhores resultados possíveis até hoje. Algumas novidades em pós-processamento apareceram, o que dá um toque extra principalmente na velocidade em que o aparelho pensa enquanto trata sua foto. A novidade aqui fica na câmera frontal, que ganhou melhorias interessantes no reconhecimento facial e também na velocidade de medir o foco.

Brilham e ao mesmo tempo não brilham tanto

Tirando os funcionários da Samsung e algumas pessoas contratadas para levantar aplausos, muitos aplaudiram entre uma pausa e outra de quem falava no palco. Esta atitude não é muito comum em eventos deste porte, mas as palmas não foram tão acaloradas quanto foram assim que o Dex apareceu. A ideia é bem bacana, por propor que você utilize uma interface de desktop ao plugar o S8 em uma dock. Funcionou bem nos testes que fizemos, mas tudo não passa do mesmo Android que roda no S8, em versão esticada e com alguns aplicativos da própria Samsung em um visual que tira bom proveito da tela grande.

Sentimos falta de apps de parceiros da própria Samsung, como a Microsoft e seu pacote Office, em uma versão melhor para esta nova forma de utilizar um celular. Neste caso, se você quer uma experiência melhor para telas grandes, fica apenas com o Office 365 em sua versão web, que roda em qualquer navegador. Não surpreendeu da mesma forma como o Continuum fez com o Windows 10 Mobile.

Os dois mais novos flagships da Samsung (S8 e S8 Plus) (Foto: André Fogaça/Canaltech)

Enfim, os novos Galaxy S8 chegam com aparente tarefa cumprida. Os pedidos de desculpas da Samsung não se repetiram nas telas do evento e os executivos mostraram boas novidades para os usuários. Muita gente acompanhou o discurso de olhos arregalados, com o brilho que a empresa precisava para continuar tocando a vida.

Ainda é cedo para falar se o Galaxy S8 terá o mesmo horizonte de sucesso que teve o S7, mas o que vimos hoje nos deixou um fio de esperança de que ele viverá sim dias de felicidade.

Leia também: 

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome