Tecnologia no esporte: otimizando resultados com a análise de dados

Por Igor Lopes RSS | em 01.08.2016 às 12h54

tecnologia no esporte

O movimento perfeito. A maior velocidade possível. A busca pelo primeiro lugar. Essas características, tão comuns em qualquer modalidade esportiva, vêm ganhando uma ajuda extra da tecnologia que, com a análise de dados, consegue otimizar o desempenho dos atletas e também aprimorar a experiência do espectador. Esse tipo de aplicação já é realidade em várias modalidades, desde o futebol à Fórmula 1, passando por basquete e vela. 

Os esportes geram uma imensa quantidade de dados que podem ser aproveitados através de análises estatísticas. Imagine, por exemplo, um time de futebol em que os jogadores carregam sensores em seus uniformes e, dessa forma, o técnico consegue avaliar o mapa de calor da posição dos atletas em campo, seus batimentos cardíacos e seu condicionamento físico a distância, em tempo real? Isso pode dar insights para o treinador chamar uma substituição não programada inicialmente, a fim de otimizar o time em campo. Na Fórmula 1, esporte em que a velocidade é fator fundamental, a análise de dados em tempo real pode significar a diferença entre o pódio e o abandono da prova. Já em esportes com uma grande base de fãs e dados, como a NBA, a tecnologia pode facilitar a exibição de estatísticas, cruzando o máximo de informações para facilitar o acompanhamento da temporada. 

A SAP é uma das empresas por trás dessas inovações em várias modalidades esportivas. "Em alguns casos, os jogadores que usam esse tipo de tecnologia têm conseguido reverter o que parecia ser uma derrota iminente. Isso aumenta o grau de emoção dos fãs presentes nas partidas ou dos telespectadores que acompanham a maneira como seu jogador favorito reverte a desvantagem no último minuto, usando suas melhores técnicas e interpretando os pontos fracos do adversário corretamente", explica Ricardo Kazuo, diretor de Marketing da SAP Brasil.

sap extreme sailing

Iatismo: descomplicando o esporte

O Iatismo é uma modalidade que está totalmente associada a um elemento invisível: o vento. Por isso mesmo, acompanhar o esporte é algo complexo. "Tem corridas que você ainda não sabe quem ganhou mesmo uma hora após a prova", explica Rasmus Kostner, membro da equipe SAP Extreme Sailing. Mas, nos últimos seis anos, o uso da tecnologia nesse esporte não só deixou as coisas mais simples de serem entendidas, como também triplicou a velocidade dos barcos no mar: se em 2009 a velocidade média de um iate, em prova, era de 18,6 nós, ela agora é de 47 nós. "Em alguns momentos, temos a impressão de que estamos correndo contra o vento, de tanto que otimizamos o uso da força das massas de ar", explica o iatista.

Hoje, os barcos são desenhados em supercomputadores para melhorar a estabilidade e, ao mesmo tempo, pesarem menos. Além disso, as peças podem ser desmontadas, facilitando o transporte pelas regatas ao redor do mundo. E o equipamento é repleto de sensores que medem o posicionamento geoespacial, a velocidade do vento entre outros. Tudo isso pode ser analisado em tempo real e exibido em telas e gráficos para o público espectador, que consegue acompanhar melhor o desenvolvimento das provas e das atividades dos esportistas no mar. "Enquanto na Fórmula 1 as equipes se preocupam em esconder os dados, no Iatismo nos decidimos fazer o contrário. Ao expor os dados para os comentaristas e o público em geral, todos podem saber o quão bom um esportista é ao usar esses dados a seu favor", completa Kostner. 

O iatista vislumbra um futuro ainda mais digital para esse esporte, que surgiu tão "analógico": "Acho que, com a realidade virtual, o iatismo será uma modalidade muito mais interessante, em que o público poderá se sentir parte de um time no barco e ver um mundo completamente diferente dessa forma".

formula 1

Fórmula 1: acelerando nas pistas

Em um campeonato onde cada milésimo de segundo conta para definir a vitória, coletar, armazenar e analisar todos esses dados em tempo real é garantir uma vantagem veloz sobre o concorrente.

A SAP é parceira da McLaren na Fórmula 1 e, com o SAP HANA, a equipe consegue coletar e organizar essa infinidade de dados de forma escalável. Para se ter uma ideia dessa velocidade, se cada pessoa do planeta fizesse uma pergunta, SAP HANA conseguiria responder a todas em cerca de um décimo de segundo. O mais impressionante é que tudo isso é entregue de forma muito simples. Engenheiros têm acesso em um décimo de segundo a análise preditiva em grande escala. Todos os dados processados se transformam em informação organizada e realmente útil para aprimorar estratégias, veículos, desempenho e os resultados das próximas corridas.

infográfico formula 1

Futebol: gestão dentro e fora de campo

Alguns times de futebol já descobriram que a tecnologia pode ser uma grande aliada para promover um melhor acompanhamento dos jogadores. Na América Latina, o Grêmio foi o primeiro time a lançar mão de um aplicativo baseado na tecnologia SAP HANA para analisar e processar informações em tempo real, com o objetivo de medir o desempenho dos atletas durante os treinos. Com isso, membros da comissão técnica podem ter mais informações consistentes para auxiliar na tomada de decisão. Com o auxílio da nova tecnologia, o técnico pode analisar a performance da cada atleta sob seu comando em diversas categorias, como velocidade, posição que mais ocupa no campo, porcentagem de acerto de assistências, capacidade para dribles curtos, entre outras. 

A solução para o Tricolor foi totalmente customizada pelo SAP Labs, que fica na cidade gaúcha de São Leopoldo. Ainda dentro desse projeto de coinovação e parceria tecnológica entre o SAP Labs e o Grêmio, está prevista a criação de um aplicativo gratuito voltado para os torcedores, que poderão acessar informações antes, durante e depois dos jogos da equipe por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. "Vamos oferecer aos gremistas uma experiência inovadora. Por meio do aplicativo móvel eles terão acesso a conteúdo relevante, como dados estatísticos que serão atualizados constantemente, inclusive, durante as partidas”, diz a executiva de planejamento do Grêmio, Christina Muniz.

Na Alemanha, país-sede da SAP, outro case de sucesso é com o Bayern de Munique. Muito parecida com a que é oferecida para o Grêmio, a solução oferece insights para o corpo técnico, além de promover relacionamento com os torcedores e gerenciar a área corporativa do time. 

nba

NBA: estatísticas, estatísticas e mais estatísticas para os fãs

Um quadro de pontuação que associa vídeos às estatísticas dos jogos. A NBA, (National Basketball Association), que tem fãs fervorosos espalhados por todo o mundo, é a primeira liga do esporte profissional dos EUA a oferecer a todos os torcedores, cronistas esportivos e jornalistas o acesso a esse tipo de conteúdo.

Seja a confecção de gráficos de lances em tempo real, seção de jogadas, planilhas de pontos, tudo isso associado a vídeos: essa combinação só é possível graças à capacidade de análise do software oferecido. Os fãs podem utilizar a página NBA.com/Stats para analisar dados da liga, dos times e de jogadores de forma instantânea, ao mesmo tempo em que os jogos acontecem, por meio de uma interface intuitiva e altamente visual. 

“Essa experiência inovadora é promissora para o relacionamento da liga com os fãs. Eles têm todas as estatísticas ilustradas com vídeos com informações acumuladas em tempo real, e o melhor de tudo, de forma totalmente interativa”, diz Daniel Duarte, executivo responsável pela inovação e experiência do cliente do SAP Labs Latin America. 

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome