Canaltech Indica: "Cloverfield - Monstro"

Por Gustavo Rodrigues RSS | em 06.04.2016 às 20h01

Cloverfield

Rua Cloverfield, 10 foi produzido secretamente e só chegou aos olhos do público quando o trailer do longa apareceu na última edição do Super Bowl. Entretanto, seu antecessor, Cloverfield - Monstro, é a base desse universo, mas não é tão popular nem entre os filmes de found footage nem nos longas de monstros gigantes. Como somos grandes admiradores da produção, ela é a sugestão de hoje do Canaltech Indica.

Na trama de Cloverfield - Monstro, um grupo de amigos está comemorando a festa de despedida de Rob (Michael Stahl-David) quando algo misterioso começa a causar vários ataques em Nova Iorque. A partir daí, todos precisam entender o que é aquilo que acontece na cidade e como vão escapar da monstruosidade que deixa um rastro de devastação gigantesco.

Cloverfield

Entretanto, não é a trama do longa que realmente realça suas qualidades, mas a ideia da perspectiva criada ao telespectador. Filmado praticamente 100% em found footage, aquela visão em primeira pessoa de um fato que foi gravado amadoramente e muito conhecida por causa de Bruxa de Blair, a situação de desespero é o real protagonista do longa, mesmo que a missão de Rob em resgatar a amada amiga Beth (Odette Annable) seja um dos pontos vitais da história. 

Enquanto Hud (T.J. Miller) começa o longa aprendendo o que deseja documentar para que Rob tenha boas lembranças durante seu período no Japão, no decorrer da trama ele é a voz que salienta as situações registradas e demonstra as emoções mais latentes, sejam no medo e desespero ao focalizar alguém, como ele mesmo, ou nas piadas de humor negro, que mostram não só a forma sem jeito do personagem, mas a incompreensão de tentar quebrar a tensão com qualquer tipo de piada. 

O longa de 2008 já tinha as influências do YouTube como um conceito, já que os cidadãos começam a gravar os ataques do monstro com seus celulares nada modernos para o que temos hoje. Se o filme fosse original para os dias atuais, o impacto que ele teria com as formas de comunicação seria um recurso ainda mais interessante, principalmente quando não há nada relacionado à Internet em Cloverfield - Monstro e agora todos praticamente não vivem sem tal recurso. 

Cloverfield - Monstro é cheio de movimentos bruscos e pode incomodar muitas pessoas que o assistirem, mas sua narrativa não faria sentido algum se ele tivesse uma estética limpa e câmera fixa. Não é por acaso que a obra tem bons profissionais em suas principais funções: Matt Reeves na direção, Drew Goddard roteirizando e J.J. Abrams como produtor. Ela foi pensada para ser desgastante ao telespectador, que ele sinta aflição com os movimentos imprecisos e que a escuridão nos túneis seja aflitiva.

Se você é fã de monstros gigantescos devastando megalópoles, Cloverfield - Monstro é isso e mais um pouco. Ele demonstra o desespero na visão particular do telespectador, que só precisa aceitar o que está acontecendo naquele universo e precisa acompanhar Rob em sua missão praticamente impossível, assim criando uma das melhores produções em found footage até hoje.

Cloverfield - Monstro é um dos filmes disponíveis no catálogo da Netflix.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome