Sua microempresa está preparada para o Natal?

Por Colaborador externo | 03 de Dezembro de 2015 às 12h55

Por Cristiano Mendes*

O ano de 2015 passou por uma forte desaceleração econômica e, com o encerramento do ano, é importante tentar gerar bons negócios agora, enquanto ainda dá tempo. Estudos apontam que a última Black Friday, em 27 de novembro, registrou muitas vendas, mas o gasto médio não subiu muito. A E-bit/Buscapé contabilizou alta de 38% nas vendas online, mas apenas 11% no tíquete médio, se comparados a 2014. Esses dados mostram que, apesar do momento economicamente frio, o consumidor está disposto a gastar, porém sempre investindo nas melhores ofertas e preços acessíveis.

Por isso, a chegada do Natal pode ser a oportunidade de ouro para salvar o ano, já que entramos em uma fase de alta demanda de compras em que, se o empreendedor aplicar boas estratégias de marketing, pode reverter a situação e entrar em 2016 no positivo.

Para microempreendedores, no entanto, essa época pode ser excepcionalmente desafiadora, pois os negócios precisam se destacar e oferecer as melhores opções para atrair os clientes, tudo com um orçamento controlado. Além disso, precisam manter um alto nível de atendimento, sem deixar a peteca cair nesse momento de aumento de demanda. Aplicar estratégias de comunicação e marketing, manter a qualidade do serviço e oferecer preços especiais pode parecer um trabalho de alto custo para micro e pequenas empresas, e que pode pesar para o negócio no fechamento do ano. Porém, existem algumas ações simples e de baixo custo que podem ajudar, e até mesmo alavancar, as vendas nesse período de alta demanda, podendo te colocar um passo á frente do concorrente:

Fidelização de clientes

A solução para fidelizar clientes é básica: produtos de qualidade e atendimento excelente. O cliente vai querer voltar pra sua loja se souber que sempre terá a mesma qualidade de produto, atendimento ou estilo que ele gosta. Gerar fidelização também significa mantê-los sempre atualizados sobre as novas ofertas e mercadorias, além de ser importante oferecer descontos e promoções especiais de tempos em tempos. Por isso é legal ter um formulário no site para coletar nomes e endereços de e-mail. Assim, com o e-mail marketing ou newsletter você pode sempre manter seus clientes em dia sobre os mais recentes descontos e produtos disponíveis na loja.

O e-mail é um dos canais primários de marketing que impulsionam as encomendas do e-commerce durante o período de compras para o Natal, por isso é uma ação chave para pequenos empreendimentos poderem interagir com seus clientes. Porém, percebe-se que muitos negócios acabam perdendo a oportunidade de se destacar por falta de planejamento de suas ações de marketing. O que nos leva ao próximo ponto:

Planejamento de marketing

O fim do ano é uma época propícia para rever todas as atividades ao longo do ano, e assim montar uma estratégia baseada em dados, que realmente se encaixe ao seu negócio. É necessário analisar o que funcionou e o que não deu certo, para ser mais preciso a partir do próximo ano. Aproveitando a evolução e alto alcance da Internet, campanhas de marketing online são uma opção viável, por serem acessíveis e trazerem resultados positivos.

Para uma estratégia de e-mail marketing iniciante, por exemplo, você pode começar gastando somente 20 reais por mês com uma ferramenta básica, utilizando apenas de uma a cinco horas mensais.

Vale checar o calendário e assinalar as datas importantes para seu negócio, como feriados e outros dias que possam ter a ver com a sua área de atuação. Assim, você pode montar estratégias específicas para cada um desses dias, e aplicá-las de forma inteligente, sem pressa e com organização. A ideia é mandar e-mails marketing periodicamente e com certa antecedência, para instigar e construir a expectativa do consumidor. Dessa forma, além de manter o assunto quente na cabeça do cliente, aumentam as chances de ele clicar, ou comparecer, na sua loja no dia certo, na hora certa.

Vale lembrar que outras formas de propaganda também são válidas, como banners online, mídias sociais, anúncios impressos e entre outros.

Senso de urgência

Às vezes, mesmo com tudo certo para uma boa campanha de e-mail marketing, por alguma razão, que você não consegue imediatamente identificar, parece que ela não gerou os resultados esperados, pois não houve tantos cliques. O que pode estar faltando é a urgência, o imediatismo por parte do consumidor. Ele pode estar em uma posição em que não sente a necessidade de finalizar a compra naquele momento, e acaba esperando demais.

Para aplicar a estratégia de urgência, é preciso pensar em alguns fatores: quais os pontos críticos para meu público alvo? Certos eventos afetam os padrões de compra dos meus clientes? E, estou facilitando a compra para o cliente (com botões que direcionam para a página que eles precisam, por exemplo)? Conseguindo responder essas três questões básicas, você poderá alavancar suas campanhas de e-mail marketing e obter mais assertividade em cada uma delas.

*Cristiano Mendes é diretor de Business Development para América Latina da GoDaddy, maior provedor de tecnologia para pequenas empresas

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.