Pesquisa com mais de 2 mil profissionais mostra que 69% investem em conteúdo

Por Redação | 08.07.2015 às 13:03

A empresa de marketing de conteúdo Rock Content realizou um estudo com mais de dois mil profissionais para avaliar o uso da estratégia em seus trabalhos. Segundo a pesquisa, 69% dos entrevistados de segmentos como marketing, TI, consultoria, educação e e-commerce afirmam investir no mercado de produção de conteúdo para fidelizar os seus clientes e gerar conhecimento de marca.

O levantamento da Rock Content constatou o quanto do orçamento total as empresas disponibilizam ao marketing de conteúdo e, comparando os 69% registrados no Brasil, é possível perceber uma grande diferença de comportamento com as empresas dos Estados Unidos, em que esta marca atinge os 93%.

Vitor Peçanha, co-fundador da Rock Content, afirma que a companhia sentiu uma carência de dados sobre as mudanças no mercado de marketing brasileiro. "Com o objetivo de preencher essa lacuna, fizemos um levantamento que fosse capaz de representar os novos comportamentos dos profissionais de marketing. Sabemos que não há mais espaço para uma publicidade invasiva e interruptora, cedendo espaço para práticas como Content Marketing, Inbound e Marketing de Conteúdo. Mergulharmos nesse universo e a partir de agora temos em mãos informações que dão uma perspectiva sobre o movimento do mercado no país”, diz.

Apesar do número considerável da adoção da estratégia, apenas 31% das empresas destinam mais de 25% do seu orçamento para o marketing de conteúdo. Entre os profissionais entrevistados, até 70% acreditam no aumento do orçamento do serviço para 2016 e apenas 4% preveem a redução.

A pesquisa também mostra que 77% das empresas possuem uma estratégia definida de marketing de conteúdo, mas apenas 40% as documentam. Clara Borges, responsável pela pesquisa, afirma que o costume é bastante importante. "Aquelas empresas que têm o hábito de registrar toda ação são 30% mais bem-sucedidas que as que não têm”, explica.

Entre as empresas entrevistadas, apenas 57% possuem ao menos duas pessoas dedicadas à produção de conteúdo. "Com os resultados, notamos que a maioria das empresas utiliza apenas sua equipe interna para criar conteúdo, porém aquelas que optaram por utilizar a produção terceirizada em conjunto com esses profissionais são 10% mais bem-sucedidas”, afirma Clara.

Para distribuir esse conteúdo, 91% dos entrevistados afirmam usar as redes sociais, 61% os blogs corporativos e 52% as newsletters. As redes sociais mais utilizadas são o Facebook, Twitter e LinkedIn.

Em relação às métricas, as mais utilizadas para verificar os resultados do trabalho são o tráfego no site, vendas e taxa de conversão. "Para finalizar, observamos que apenas 33% das empresas medem o ROI (Retorno sobre Investimento), e as que costumam realizar esse processo são 58% mais bem-sucedidas que as que não têm o mesmo hábito”, conclui Clara.