Em estratégia parecida com a da Apple, ZTE abrirá 23 lojas ao redor do mundo

Por Redação | 27 de Maio de 2016 às 22h18

De acordo com um relatório da Bloomberg, a ZTE planeja abrir 23 lojas próprias até o final deste ano com o objetivo de impulsionar a venda de seus smartphones. Entre todas as unidades, 20 lojas ficarão localizadas nas principais cidades da China, e as outras três na Alemanha, Rússia e México.

Em seu planejamento, a fabricante espera aumentar em 17 milhões as unidades de smartphones vendidas. Em 2015 a companhia registrou a venda de 53 milhões, e para este ano a meta é alcançar os 70 milhões. Para isso, a ZTE usará a mesma estratégia da Apple: lojas com ambientes personalizados em locais privilegiados de todo o mundo, transformando o momento da compra em uma verdadeira experiência para o cliente.

Segundo Adam Zeng, CEO do setor de dispositivos móveis da ZTE, as lojas físicas ajudarão a tornar a marca cada vez mais conhecida ao público, estimulando as vendas de seus smartphones. A busca de alavancar os pontos de venda pelo marketing da companhia parece uma boa pedida, já que a ZTE no último trimestre ocupou a sexta posição no mercado de smartphones, com uma fatia de 3,4% no setor.

Uma das maiores apostas da empresa é o seu mais recente lançamento, o Axon 7, um aparelho poderoso que contará com 6 GB de memória RAM, 20MP em sua câmera e suporte para a Daydream, a nova plataforma de realidade virtual do Google.

Fonte: The Verge