Qual o próximo passo para o macOS entrar de vez no mundo da realidade virtual?

Por Redação | 06 de Junho de 2017 às 17h03

Durante a WWDC 2017, realizada nesta semana, a Apple revelou a sua nova versão do macOS: o High Sierra. Entre os recursos do sistema operacional que foram anunciados, a empresa da Maçã mencionou um update para a sua API gráfica Metal, no caso, o Metal 2 (recurso voltado para desenvolvedores), com melhorias de performance e suporte à criação de conteúdos de realidade virtual.

Na ocasião, a Apple também mostrou alguns vídeos com experiências de realidade virtual que foram criadas para o High Sierra com uso da Unreal Engine. O ocorrido deixou muitas pessoas curiosas, e até otimistas, para saberem o que a nova versão do macOS tratá nos próximos anos para os seus usuários. Mas, calma lá! As coisas não são tão simples assim.

Trata-se de um passo significativo para trazer a tecnologia de imersão para o sistema operacional da Apple, mas isso não significa, necessariamente, que todos os computadores com macOS passarão a ter suporte total ao VR. Para que isso ocorra de forma definitiva é nessário que as principais ferramentas de desenvolvimento de games e experiências interativas do mercado se voltem para o ecossistema da Apple.

Além disso, é importante que a Apple busque o apoio da SteamVR, plataforma VR da Valve, que, em conjunto com os óculos HTV Vive, oferece uma das experiências mais completas da atualidade em termos de realidade virtual.

Não obstante, a gigante de Cupertino também precisa se preocupar em adaptar as configurações de hardware de sua linha de computadores desktop, pois os produtos atuais não atendem os requisitos mínimos exigidos pelos óculos Vive. Existem algumas alternativas para adaptar Macs às configurações exigidas pelo equipamento da HTC, mas elas não são nem um pouco baratas.

Desenvolvedoras e conteúdos exclusivos

O último grande obstáculo para trazer a realidade virtual ao macOS são as desenvolvedoras de jogos, que precisam de estímulo suficiente para lançarem games e experiências interativas exclusivas. Este é um dos maiores desafios para a Apple, uma vez que a tecnologia de realidade virtual para computadores desktop já está muito bem estabelecida no Windows, o que torna a empreitada muito arriscada para as empresas que produzem jogos eletrônicos.

Só nos resta aguardar e ver quais soluções a Apple irá oferecer para os consumidores, e se as experiências em realidade virtual realmente vão entregar conteúdos relevantes e exclusivos para os donos de Macs.

Via: iMore

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!