Versão 5.3 do kernel do Linux já está disponível para update

Por Rafael Rodrigues da Silva | 16 de Setembro de 2019 às 18h30

No último domingo (15), Linus Torvalds, desenvolvedor conhecido por ter criado os sistemas operacionais Linux, Android e ChromeOS, anunciou o lançamento oficial da versão 5.3 do kernel do Linux, cérebro do sistema operacional onde estão alocados os arquivos que servem de “base” para todas as distros do mercado.

A nova versão do kernel já estava em testes para o lançamento oficial nos últimos dois meses, e traz diversas mudanças para as máquinas que utilizam Linux, com opções para melhorar o suporte a hardwares mais recentes e a performance do computador como um todo. Ainda que o lançamento oficial tenha sido atrasado em uma semana por conta da agenda de Torvalds, esse atraso permitiu que alguns problemas encontrados durante os testes beta fossem corrigidos, garantindo uma versão mais estável do programa.

Entre as principais novidades da versão 5.3 estão o suporte ao Speed Select dos processadores Intel (que permite controlar muito mais facilmente o consumo de energia de certos servidores Xeon), suporte aos chips gráficos Navi das placas de vídeo da AMD (como por exemplo a Radeon RX5700), suporte a processadores Zhaoxin x86, além do suporte ao mecanismo de roteamento de energia em CPUs com sistemas de energia assimétricos.

A versão 5.3 também introduz um novo chamado de sistema pidfd_open(2), que promete ajudar os administradores de rede a lidar melhor com problemas na reutilização do PID. Além disso, ele também introduz suporte a instruções umwait x86 (que permite criar um ambiente de usuário com menor consumo de energia), suporte ao hipervisor convidado ACRN, e ainda a 16 milhões de novos endereços IPv4 na faixa 0.0.0.0/8, mesmo que ainda não seja considerada um padrão.

Apesar do lançamento oficial, essa ainda não é a versão totalmente “estável” do novo kernel, então ainda não é recomendável que ela seja utilizada em ambientes de produção, por enquanto. Espera-se que nas próximas semanas a Fundação Linux já anuncie que o kernel 5.3 já esteja estável e pronto para o uso massivo em qualquer ambiente.

Fonte: Genbeta

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.