Linux: Kernel 3.17 traz suporte ao controle do Xbox One e outras novidades

Por Redação | 10 de Outubro de 2014 às 14h43

A mais nova versão do Kernel do sistema operacional de código livre Linux acaba de ser lançada e traz consigo uma variedade de novos recursos e melhorias. O Linux Kernel 3.17 deverá chegar em breve não só nas atualizações das distribuições Linux, mas também a muitos outros dispositivos como roteadores, computadores Chromebooks, dispositivos Android e uma infinidade de outros sistemas embarcados baseados em Linux.

Destacamos abaixo as mudanças mais significativas vindas com a versão 3.17 do Kernel do Linux:

Suporte ao controle do Xbox One e melhorias para o controle do PlayStation 3

Em junho, a Microsoft lançou os drivers oficiais para o controle do Xbox One para Windows. Naturalmente, os desenvolvedores Linux se dispuseram a trazer esse suporte ao sistema de código aberto, mas esse suporte ainda não está 100% completo. Apesar de agora o novo controle funcionar de forma minimamente satisfatória, recursos como o sistema de vibração ainda não funcionam no Kernel 3.17. Segundo os desenvolvedores, a forma como o sistema se comunica com o controle e transmite comandos de vibração não está completamente documentada, o que impede a implementação do recurso de vibração até o momento.

O Kernel 3.17 também melhora o suporte ao controle Sixaxis do PlayStation 3. As melhorias de compatibilidade com os controles de videogame visam beneficiar não só PCs atuais que rodam Linux, como também as vindouras Steam Machines.

Suporte à tecnologia "Free Fall" da Dell e da Toshiba

Alguns modelos recentes de notebooks fabricados pela Dell e pela Toshiba são dotados de um acelerômetro que protege o sistema contra pane caso se perceba que o notebook está caindo no chão. O recurso permite fazer o disco rígido parar de girar durante uma queda, evitando danos aos discos magnéticos e protegendo os dados do usuário.

A versão 3.16 do Linux havia trazido drivers para esse acelerômetro, mas apenas para os notebooks da linha Dell Latitude. A nova versão do Kernel Linux amplia esse suporte com novos drivers que servem também para os modelos da Toshiba.

Melhoria na compatibilidade com chips ARM

Uma das maiores dores de cabeça dos desenvolvedores Linux é o suporte falho aos processadores ARM, o que dificulta a entrada do sistema do pinguim em dispositivos com esse tipo de chip. A arquitetura ARM é extremamente diferente da arquitetura dos processadores da Intel e AMD (baseados em x86/x86_64), o que provocou até mesmo a ira de Linus Torvalds em 2011.

Para remediar a situação, o Kernel 3.17 traz cerca de 750 novos patches para hardware baseado em ARM, além de excluir drivers antigos não mais suportados por fabricantes. A arquitetura ARM causa muitos problemas não só pra quem desenvolve em Linux: vale lembrar que a própria Microsoft também penou para implementar o Windows RT nos modelos de seus tablets Surface que traziam chips ARM.

Outras novidades

Diversas outras novidades também chegam juntamente com a nova versão do Kernel do Linux: suporte aos novos chips Intel Atom "Cherry Trail", um novo driver de áudio para o chipset Intel "Braswell", suporte à GPU Radeon R9 290 "Hawaii", melhorias no driver opensource "Nouveau" para GPUs Nvidia e uma infinidade de outros novos recursos estão presentes no novo Kernel e deverão chegar à sua distribuição Linux favorita nos próximos meses.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!