Criador do Linux diz que não acredita que todos devem aprender a programar

Por Redação | 09 de Junho de 2014 às 16h04

Recentemente o governo americano iniciou uma campanha chamada "Hour of Code" (Hora do Código), que visa incentivar às pessoas ao aprendizado de programação. A iniciativa conta com o apoio de grandes nomes da tecnologia como Bill Gates e Mark Zuckerberg, e tem como finalidade desmistificar a ideia de que programar seria algo apenas para nerds. No entanto, a ideia não é unânime entre a comunidade desenvolvedora de software.

Linus Torvalds, criador do Linux e do Git (sistema de controle de versão para desenvolvedores) e um dos mais influentes cientistas da computação hoje em dia, diz não acreditar na ideia de que todos deveriam aprender a programar.

Em entrevista ao Business Insider, Linus expôs suas dúvidas a respeito do assunto.

"Na verdade, eu não acredito que todos devem necessariamente tentar aprender a programar [...] Não é como saber ler e escrever e fazer contas básicas", disse o pai de um dos sistemas operacionais mais robustos da atualidade.

"Eu acho que as pessoas devem ter alguma forma de obter mais contato, mas apenas para que possam descobrir por si mesmas se têm aptidão para isso". Nesse sentido, Linus disse que o ensino de informática nas escolas pode ser uma boa ideia.

Enquanto o entusiasmo pela ciência da computação aumenta – até mesmo o presidente Obama apareceu em um comercial incentivando às pessoas a programar – muitos desenvolvedores têm reagido negativamente à campanha. O contra-argumento que permeia, ao que parece, é de que mais pessoas sem a devida qualificação possam entrar no mercado de trabalho, reduzindo assim a qualidade dos serviços e o salário dos profissionais. Uma questão pertinente principalmente no mercado de TI brasileiro.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.