Procon notifica Extra.com.br por vender Windows 7 após fim do suporte

Por Wagner Wakka | 04 de Fevereiro de 2020 às 21h40
Divulgação

O Procon-SP notificou a Via Varejo na última sexta-feira (31) por conta da comercialização do Windows 7 no site Extra.com.br. O problema é que a Microsoft descontinuou o suporte para o sistema operacional no último dia 14. Assim, a empresa estaria vendendo um sistema operacional defasado e que não conta mais com atualizações de segurança, tornando-se um risco para o consumidor.

Segundo comunicado do Procon-SP, houve pesquisas de ofertas do produto no site Extra.com.br registrados pelo órgão. “Considerando as notícias de que o programa Windows 7 não terá mais atualizações contínuas de software e segurança e, havendo confirmação de sua comercialização por meio de registro de reclamação de consumidor e, também por pesquisa efetuada no site www.extra.con.br em 17/01/2020, o @proconsp, vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, notificou a Via Varejo S/A para que informe quantas licenças foram comercializadas pela empresa em 2019”, diz o site.

O órgão também quer saber se a empresa notifica o usuário sobre a questão da descontinuidade da atualização. “Em caso positivo, como e em que etapa da compra esta informação é repassada”, completa. Outro questionamento é sobre como a empresa lida com casos como este. Ou seja, se há mais serviços cujo suporte foi finalizado que também estão sendo vendidos, e se compradores estão sendo informados sobre isso.

Com a descontinuidade o suporte e de novas atualizações de segurança, o Windows 7 não deixa de funcionar e as novas unidades vendidas ainda podem ser ativadas e utilizadas. Contudo, sem receber atualizações, o sistema operacional se torna um programa vulnerável a falhas de segurança que não serão mais corrigidas.

De acordo com a nota do Procon-SP, a Via Varejo recebeu a notificação em 31 de janeiro e tinha 72 horas para dar uma resposta. Ao Canaltech, a companhia se posicionou dizendo que a responsabilidade pela atualização é do fabricante. "A Via Varejo informa que os produtos citados na matéria foram comercializados exclusivamente por sellers de marketplace do Extra.com e já os orientou sobre a informação técnica pertinente recebida do fabricante. A empresa esclarece ainda que toda a atualização de softwares, suporte e informações técnicas são de responsabilidade do fornecedor. A companhia ressalta que pelo previsto no CDC o fabricante permanece responsável pelos produtos em questão, pelo seu tempo de garantia", respondeu a empresa.

A Via Varejo é a empresa que cuida das operações de grandes empresas no Brasil, como Casas Bahia, Pontofrio, Extra.com.br e Bartira. Pelo Procon, somente o Extra.com.br foi notificado.

Fonte: Procon

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.