Cofundador da Apple processa YouTube pelo uso de seu nome em golpes

Por Wagner Wakka | 24 de Julho de 2020 às 18h00
Tudo sobre

Steve Wozniak

Saiba tudo sobre Steve Wozniak

Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple, está processando o YouTube por ser conivente com golpes na rede social que usavam seu nome. Segundo o processo. Wozniak foi vítima da mesma ação realizada com perfis famosos no Twitter, que exploravam perfis de celebridades para convencer usuários a depositarem bitcoins em uma conta em troca de benefícios.

O golpe funciona da seguinte forma: o criminoso usa o nome de uma pessoa conhecida (no caso do Twitter, o perfil oficial dela) e diz a usuários que, se depositarem uma quantia X em uma determinada conta, receberá o dobro em pagamentos. Como o processo é feito em bitcoins, o rastreamento é dificultado.

Segundo o processo de Wozniak, há meses vídeos com este mesmo padrão de golpe estão sendo divulgados no YouTube com o nome do cofundador da Apple como credibilidade. Ele aponta que entrou em contato com a empresa repetidas vezes, mas a companhia não foi responsiva, motivo pelo qual apelou para um processo. A ação corre na justiça de San Mateo County, na Califórnia.

“O YouTube tem, sem desculpas, guardado, promovido e lucrado diretamente de golpes similares”, aponta o executivo, que também cita esforços do Twitter para resolver o problema no mesmo dia.

O processo conta ainda com outras 17 pessoas anônimas que passaram pela mesma fraude. O que Wozniak quer é que os vídeos sejam derrubados da rede social e que um aviso sobre o problema seja publicado na plataforma. A ação também pede compensação por danos à imagem do executivo.

Em resposta à Bloomberg, o YouTube apenas informou que leva a sério relatos de abuso em sua plataforma e que toma ações quando detecta violações em suas políticas, incluindo golpes ou representações falsas de pessoas públicas.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.