Apple é acusada de violar patentes de câmeras duplas em seus últimos iPhones

Por Ramon de Souza | 02 de Maio de 2018 às 17h15
Tudo sobre

Apple

A Apple está novamente envolvida em um processo judicial — mas, desta vez, ela está sentada na cadeira do réu. A Maçã está sendo acusada de violar patentes da Corephotonics, empresa que se diz pioneira no desenvolvimento de soluções de câmeras duplas para smartphones. Ao que tudo indica, os modelos mais recentes da linha iPhone (7 Plus, 8 Plus e X) utilizaram tecnologias proprietárias da fabricante, que é oriunda de Israel.

A disputa já pendura desde 2017, poucos meses depois que o iPhone 7 Plus foi lançado no mercado. Porém, o caso só veio à tona agora que a Corephotonics expandiu o pedido de processo, afirmando que um consultor da Apple haveria entrado em contato com seu time e “debochado” de suas patentes, dizendo que “demoraria anos e milhões de dólares em litigações” antes que a Maçã fosse obrigada a pagar algo para a marca.

Vale a pena observar que a Apple patenteou sua própria tecnologia de câmeras duplas, e, curiosamente, as patentes da Corephotonics que foram adicionadas à nova versão do processo só foram oficialmente registradas em janeiro deste ano — embora o pedido tenha sido feito muito antes. De qualquer forma, é bem provável que ainda demore vários meses (ou até mesmo anos) para sabermos o desenrolar dessa história.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: Digital Trends

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.