Altaba (ex-Yahoo) vai pagar multa de US$ 35 milhões por vazamento de dados

Por Ramon de Souza | 25 de Abril de 2018 às 14h25
Tudo sobre

Yahoo

A Altaba, empresa que “restou” do Yahoo! depois que a companhia foi adquirida pela Verizon, concordou em pagar uma multa de US$ 35 milhões por ter falhado em alertar imediatamente as autoridades ao sofrer um ataque hacker em 2014. Na ocasião, criminosos cibernéticos de origem russa conseguiram roubar dados pessoais de ao menos 500 milhões de usuários do serviço. Tal brecha só foi divulgada três anos depois, em 2016.

Quem definiu a penalidade foi a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos. De acordo com a diretora do escritório regional de São Francisco, Jina Choi, “a falha do Yahoo em ter controle e procedimentos no lugar para assessorar suas obrigações de revelações cibernéticas acabou deixando seus investidores no escuro sobre um enorme vazamento de dados”.

Vale a pena ressaltar que, na época, a Yahoo era uma empresa só; porém, no ano passado, a maior parte da companhia foi adquirida pela Verizon, e a pequena parte restante foi rebatizada como Altaba. Apenas esta segunda divisão será obrigada a lidar com a multa salgada.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Divulgar de forma ágil eventuais ataques hackers e vazamentos de dados é uma prática recomendada a toda e qualquer empresa que manipule informações sensíveis dos cidadãos, mas, na maioria dos casos, os empreendimentos decidem manter os episódios no sigiloso. A GDPR, legislação europeia que entrará em vigor no mês que vêm, obriga que todas as corporações que trabalham com cidadãos europeus avisem sobre esse tipo de incidente no prazo de 72 horas.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.