Wikileaks afirma que os EUA já têm uma acusação pronta contra Julian Assange

Wikileaks afirma que os EUA já têm uma acusação pronta contra Julian Assange

Por Redação | 23 de Agosto de 2012 às 11h11

O Wikileaks teve acesso a documentos confidenciais dos Estados Unidos, que afirmariam que o governo já tem uma acusação pronta contra o fundador do site, Julian Assange. O grupo teria descoberto as intenções governamentais em janeiro deste ano depois de ter acesso aos e-mails de Fred Burton, presidente da empresa de espionagem Straffor.

De acordo com o Opera Mundi, em uma série de e-mails datados do dia 26 de janeiro, Burton afirma que o governo havia expedido uma ordem de prisão para Assange um mês antes, sob a acusação de práticas de espionagem.

Assange está na embaixada do Equador em Londres, Inglaterra, para evitar sua extraditação para a Suécia, onde é acusado de ter abusado sexualmente de duas mulheres. Com medo de ser enviado logo em seguida para os Estados Unidos, o ativista solicitou asilo político no país sul-americano, ao qual foi atendido na última semana.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mesmo sustentando que as acusações de abuso sexual são infundadas, Julian Assange afirmou que pretende responder à justiça sueca se o governo local garantir que ele não será extraditado para os EUA.

O site ainda obteve documentos sigilosos onde o analista tático Sean Noonan afirma que o seu país tem se esforçado muito para colocar Assange atrás das grades. Além disso, um dos representantes da Straffor na China, Chris Farnham, revelou que é próximo de membros da família de uma das jovens que alegam terem sido abusadas por Assange e ele afirmou que essa acusação também é uma tática para que a Interpol (Polícia Internacional) consiga capturar o ativista.

"Questões de crimes sexuais raramente geram alertas especiais da Interpol", afirmou Noonan em uma mensagem eletrônica. "Não deixa dúvidas de que se tenta impedir a publicação dos documentos do governo pelo Wikileaks".

Wikileaks e-mails planos EUA Assange

O site obteve acesso aos e-mails de Fred Burton, presidente da agência de espionagem Strafford

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.