Snowden quebra silêncio e revela que tem mais segredos dos EUA na manga

Por Redação | 02 de Julho de 2013 às 11h54

Edward Snowden, responsável pela divulgação de documentos secretos do programa de espionagem eletrônica dos Estados Unidos PRISM, decidiu quebrar o silêncio após ter deixado Hong Kong, China, e partido para Moscou, Rússia, onde aguarda o resultado de seu pedido de asilo político. Em carta enviada ao governo equatoriano, o jovem revela que ainda possui muitos segredos de Estado norte-americanos e ameaça revelá-los a qualquer momento.

No texto, Snowden agradeceu os esforços do Equador em ajudá-lo a conseguir a passagem para a Rússia e que ainda possui mais documentos secretos sobre o programa mantido pela Agência de Segurança Nacional norte-americana. Atualmente, ele é acusado pelo governo dos Estados Unidos por espionagem, roubo e conversão de propriedade governamental.

"Eu continuo livre e capaz de publicar mais informações que são de interesse público", escreveu Snowden na carta obtida pela agência Reuters. "Não importa quantos dias de vida ainda tenho, eu continuo dedicado à luta pela justiça neste mundo desigual. Se algum dia desses forem reveladas informações para o bem comum, o mundo todo ainda terá muito que agradecer ao Equador por isso".

A carta continua com Edward Snowden afirmando que o governo norte-americano e suas autoridades o estão perseguindo ilegalmente após a revelação dos documentos e que sua atitude lhe custou sua família e liberdade. Especula-se que Snowden aguarda a decisão do governo russo sobre seu pedido de asilo em uma área de trânsito de um aeroporto do país, e que o asilo não foi concedido pelo Equador porque as autoridades do país sul-americano precisavam que ele se apresentasse no próprio território equatoriano ou em alguma embaixada.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.