RIM é condenada a pagar US$ 147 milhões por infringir patentes

Por Redação | 16 de Julho de 2012 às 11h16

Na última semana, a RIM (Research In Motion) foi condenada a pagar aproximadamente US$ 147,2 milhões por infringir patentes da Mformation Technologies durante uma sessão na corte jurídica da Carolina do Norte, Estados Unidos.

O júri determinou que o BlackBerry Enterprise Server, serviço da RIM que permite que empresas monitorem os aparelhos de seus funcionários a distância, infringiu patentes da Mformation e ordenou o pagamento de US$ 8 para cada uma das 18,4 milhões de unidades vendidas.

Júri

De acordo com a CNET, a Mformation processou a produtora do BlackBerry em 2008 por infringir duas de suas patentes. A RIM, por sua vez, se recusou a licenciar a tecnologia e modificou seu software para incluir a tecnologia patenteada.

“Nós asseguramos que nossas inovações iniciais em gerenciamento de dispositivos foram colocadas através de uma avaliação jurídica rigorosa sobre a aplicação de patentes nos Estados Unidos e exterior”, afirmou em nota oficial Rakesh Kushwaha, CTO dMformation. “Com um total de 27 patentes concedidas ou pendentes, nosso portfólio de IP nos permitirá continuar a moldar o futuro do mercado de gerenciamento de aparelhos móveis”.

A RIM, que discordou da decisão judicial, não está vivendo uma boa fase. No mês passado, a empresa divulgou os números do seu primeiro trimestre fiscal de 2012 e afirmou ter perdido aproximadamente US$ 518 milhões, além de parte significativa do mercado de celulares com seu aparelho BlackBerry.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.