Netflix altera política de privacidade devido a acordo judicial

Por Redação | 02 de Agosto de 2012 às 09h00

Uma ação coletiva movida contra o Netflix forçou a empresa a mudar sua política de privacidade e agora ela não pode manter por mais de um ano dados de antigos clientes, como o histórico de aluguel de filmes, por exemplo.

O Netflix foi acusado de guardar por até dois anos os dados de clientes, mas segundo a empresa, isso acontecia apenas para que os dados estivessem registrados caso o cliente desejasse reativar a conta no serviço.

Segundo o site The Verge, os assinantes do serviço estão sendo avisados sobre a decisão via e-mail e a empresa reverteu um total de US$ 9 milhões para um fundo de compensação.

Deste valor, US$ 2,25 milhões foram para os honorários de advogados e apenas US$ 30 mil foram divididos entre os cinco autores da ação coletiva contra a empresa. O restante do montante irá para organizações sem fins lucrativos e várias instituições de caridade.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.