Mais um funcionário da Foxconn comete suicídio

Por André Fogaça | 15 de Junho de 2012 às 10h45

Mais um funcionário cometeu suicídio em uma das maiores fábricas de produtos tecnológicos do mundo, a Foxconn. Desta vez o empregado não pulou da própria fábrica, mas sim de um dos prédios que a empresa oferece aos empregados como dormitório.

Ânimo na fábrica chinesa é contagiante

Segundo a revista Time, o suicídio ocorreu ontem (14/06) e a polícia apenas divulgou parte do nome do funcionário: Xie, um homem de 23 anos. As causas do acontecido ainda são desconhecidas.

Desde 2010, 10 funcionários já tentaram - e alguns conseguiram - cometer suicídio, o que chamou atenção para as precárias condições de trabalho e de vida nos prédios que a empresa oferece aos colaboradores. Para evitar novas tentativas, a Foxconn chegou a instalar redes nas janelas e aumentou o salário de alguns.

Além da baixa qualidade no ambiente de trabalho, a fabricante de aparelhos eletrônicos - não somente da Apple - exige uma disciplina quase que militar por parte de seus funcionários. No Brasil já tivemos problemas, mas nenhum deste tamanho. Funcionários da Foxconn de Jundiaí reclamaram que um galpão novo da planta sequer tinha bebedouros.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.