Julgamento pode revelar segredos financeiros da Microsoft e do Google

Por Redação | 13 de Novembro de 2012 às 15h54

A partir desta terça-feira (13), Microsoft e Google (divisão Motorola Mobility) irão bater de frente em um julgamento com implicações estratégicas para as guerras de patentes de smartphones. Tal julgamento poderá revelar segredos financeiros de ambas as empresas. A notícia é da Agência Reuters.

O processo será julgado em uma sessão que ocorrerá no tribunal federal de Seattle e determinará a quantia referente a royalties que a Microsoft deve pagar ao Google pela licença de algumas patentes da Motorola. A empresa de telefonia celular foi comprada pelo Google por 12,5 bilhões de dólares (cerca de 25,7 bilhões de reais), em parte, devido ao acervo de patentes de comunicações por ela detido.

Se o juiz federal James Robart definir que o Google merece royalty baixo, as patentes adquiridas pela companhia ao assumir o controle da Motorola teriam valor de negociação inferior nos contratos de licenciamento com rivais.

A Motorola exige pagamento de até 4 bilhões de dólares (cerca de 8,2 bilhões de reais) por suas patentes de vídeo e comunicação sem fio, e a Microsoft alega que a rival merece apenas pouco mais de 1 milhão de dólares ao ano (o equivalente a 2 milhões de reais).

No período preparatório para o julgamento de Seattle, Microsoft e Google solicitaram a Robart que mantivesse em segredo diversos de seus detalhes financeiros, o que inclui valores de acordos de licenciamento e projeções de receita de venda. O Google solicitou que Robart retirasse o público do tribunal no momento em que as testemunhas discutissem esses temas. Mas, para a infelicidade do Google, Robart rejeitou o pedido nesta segunda-feira (12).

Ficou decidido pelo juiz que o público não terá acesso aos documentos que detalhem acordos de patentes ou números sobre vendas durante o julgamento. Entretanto, todos os depoimentos serão prestados diante da audiência.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.