Juíza da Guatemala ordena a soltura de John McAfee

Por Redação | 12 de Dezembro de 2012 às 11h13
photo_camera NBC News

A juíza guatemalteca Judith Secaida ordenou nesta terça-feira (11) a soltura de John McAfee da prisão, alegando ilegalidade no processo de prisão do empresário e concedendo 10 dias para que ele acerte sua situação no país. As informações são da Associated Press.

McAfee foi preso na última semana ao entrar ilegalmente no país em sua tentativa de fuga de Belize, onde é procurado por ser suspeito do assassinato de Gregory Faull, seu ex-vizinho, com um tiro na nuca no começo de novembro.

Desde que entrou na Guatemala, McAfee e seu advogado, Telesforo Guerra, buscam a concessão de um pedido de asilo, algo que já foi negado. Com a decisão da juíza, ainda não se sabe se o empresário terá direito a um visto temporário ou permanente no país.

O empresário também afirmou recentemente que gostaria de voltar para os Estados Unidos o quanto antes junto com sua namorada de 20 anos, Samantha. "Para mim, é melhor que McAfee vá para os Estados Unidos, que é o país onde ele estará, definitivamente, seguro", ressaltou Guerra. "Na Guatemala, ele corre o risco de que alguma coisa aconteça com ele".

John McAfee

Reprodução: NBC News

E ontem (11), John McAfee publicou um novo texto em seu blog pessoal, intitulado 'An Open Letter to the Friends and Family of Mr. Faull' (Carta aberta aos amigos e familiares do senhor Faull). Na postagem, ele afirma que não tem nenhuma relação com a morte de Faull e presta suas condolências à família, além de ter colocado uma recompensa de US$ 25 mil (R$ 51 mil) para quem encontrar o assassino e levá-lo à justiça.

Ainda deve demorar um dia para que uma notificação por escrito da decisão judicial seja expedida e McAfee seja finalmente liberado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.