John McAfee é suspeito de assassinar seu vizinho

Por Redação | 13.11.2012 às 11:06

John McAfee, fundador da empresa produtora de antivírus que leva seu nome, está sendo procurado pela polícia de Belize como um dos principais suspeitos de ter assassinado Gregory Faull, seu vizinho, na manhã do último domingo (11).

Faull foi encontrado morto em sua residência com um tiro na parte de trás de sua cabeça no segundo andar. A governanta Luara Tun, 39 anos, se dirigiu à casa da vítima por volta das sete horas da manhã para realizar algumas de suas tarefas diárias e o deixou descansando no hall da sua sala, e esta foi a última vez que ele foi visto com vida.

Os policiais não encontraram nenhum sinal de arrombamento e apenas um laptop e um iPhone sumiram da casa de Faull. No entanto, os detalhes da investigação ainda não são muito claros, mas os vizinhos afirmaram que Faull e McAfee estavam brigando havia algum tempo e na última quarta-feira (7), Gregory Faull prestou queixa formal contra McAfee na Prefeitura da cidade onde morava, afirmando que seu vizinho estava apresentando um comportamento suspeito e havia disparado armas de fogo inúmeras vezes nos arredores de sua casa.

John McAfee

McAfee acredita que o confundiram com Faull e assassinaram seu vizinho por acaso

Segundo o Gizmodo, John McAfee vinha se distanciando de seus amigos mais próximos no últimos anos e estava demostrando um comportamento estranho, tendo se envolvido em casos com a polícia diversas vezes. Acredita-se que ele tenha se associado com alguns gângsters do país e se tornado perigoso.

Em maio deste ano, a casa do empresário foi invadida e a polícia afirmou ter encontrado muitas armas sem licença, além de terem pego McAfee junto com uma garota de 17 anos de idade. As autoridades também afirmaram que McAfee estava produzindo ilegalmente um tipo de antibiótico.

Sobre a morte de seu vizinho, John McAfee afirmou não ser responsável. "Eu penso que talvez (quem atirou em Faull) estava à minha procura. Eles o confundiram comigo", afirmou o acusado à Wired. "Eles entraram na casa errada. Ele está morto. Eles o mataram. Isso me assustou".

Ainda durante a entrevista, o repórter Joshua Davis questionou McAfee sobre a possibilidade de se entregar à polícia e ele afirmou que "em hipótese alguma" irá se entregar, já que acredita piamente que eles planejam assassiná-lo.

As investigações sobre o caso e o possível envolvimento do fundador da empresa de antivírus deverão continuar nos próximos dias.