Homem é preso na Inglaterra após ameaçar mulheres no Twitter

Por Redação | 08 de Agosto de 2013 às 14h05
photo_camera Reuters

Um homem de 32 anos, cuja identidade não foi revelada, foi preso nesta quarta-feira (7) em Bristol, Inglaterra, por estar envolvido em uma série de ameaças enviadas a mulheres no Twitter. A deputada Stella Creasy e a defensora dos direitos da mulher Caroline Criado-Peres receberam ameaças de estupro pela rede social, como informou a Scotland Yard.

Segundo a NDTV, o homem foi detido com base na Lei de Proteção e Assédio que vigora no país e deve ser interrogado em uma delegacia local. Ele é o terceiro a ser preso desde que as ameaças sofridas pelas mulheres vieram à tona nas últimas duas semanas. O caso fez com que o representante do Twitter no Reino Unido, Tom Wang, pedisse desculpas públicas às mulheres que foram ameaças pelo microblog em um incidente que classificou como "inaceitável".

Outras mulheres também foram ameaçadas pelo mesmo perfil anônimo no Twitter como a colunista Hadley Freeman, do The Guardian, Grace Dent, do The Independent, e Catherine Mayer, da revista Time. Até o momento, os motivos para as ameaças não estão claros.

Caroline Criado-Peres esteve à frente de uma campanha, que recebeu apoio de 35 mil empresas, contra a retirada da efígie de Elizabeth Fry, reformadora social, das notas de cinco libras esterlinas em favor da imagem do ex-primeiro ministro Winston Churchill. A ativista defende que as notas britânicas ficarão sem nenhuma representação feminina, exceto pela nota com a efígie da rainha Elizabeth II. O Banco da Inglaterra anunciou recentemente que a escritora Jane Austin substituirá em 2017 o cientista Charles Darwin nas notas de dez libras.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!