Gradiente recusa acordo com Apple para uso do termo 'iphone' no Brasil

Por Redação | 29 de Julho de 2013 às 14h26
photo_camera IDNES

A IGB Eletrônica, proprietária da Gradiente, informou na última sexta-feira (26) que recusou a oferta feita pela Apple pela compra dos direitos autorais da marca 'iphone' no Brasil e que o caso deve ter andamento judicial. A Gradiente solicitou o registro da marca em 2000 junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), conseguindo o direito oito anos depois, enquanto a Apple entrou com o pedido apenas em 2007.

Os advogados da IGB Eletrônica foram procurados pelos representantes da Maçã na tentativa de chegarem a um acordo para que a empresa norte-americana possa usar a marca legalmente no país. "A companhia decidiu dar andamento no processo judicial por ela movido em São Paulo e contestar o processo que é movido contra o INPI e contra a companhia na Justiça Federal do Rio de Janeiro", afirma nota oficial enviada à Reuters.

Ainda em nota, a companhia afirmou que "segue otimista" e que deve lançar um novo smartphone Gradiente sob a marca 'iphone', mas ainda não informou a data do seu lançamento. O pedido da Gradiente para a suspensão das vendas do iPhone da Apple no Brasil não foi deferido pela justiça.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.