Governo do Equador concede asilo político a Assange

Por Redação | 16.08.2012 às 11:36

O governo do Equador confirmou nesta quinta-feira (16) que irá conceder asilo político ao fundador do Wikileaks, Julian Assange. Assange está abrigado na embaixada do país em Londres, Inglaterra, desde o dia 19 de junho.

O anúncio foi feito pelo ministro de Relações Internacionais Ricardo Patiño e, segundo ele, Assange sofre perseguição política e por isso será asilado no país sul americano. Além disso, acredita-se que o governo norte-americano também pedirá sua extradição para julgá-lo por vazamento de informações sigilosas.

Julian Assange Wikileaks

A polícia britânica irá escoltar Assange até o aeroporto, onde embacará direto para o Equador

Assange estava prestes a ser deportado para a Suécia, onde é acusado de abusar sexualmente de duas integrantes do Wikileaks, mas ele afirma que as relações foram consentidas.

O governo britânico afirmou que está decepcionado com a decisão do Equador. Um porta-voz do Ministério das Relações Internacionais da Grã-Bretanha afirmou que devido às leis do país e depois de esgotadas todas as formas legais, Assange deveria ser extraditado para a Suécia.

Segundo o CNET, a polícia local irá oferecer toda a escolta necessária para que Assange chegue em segurança até o aeroporto e seja levado ao Equador.

As primeiras acusações contra Julian Assange surgiram em 2010, depois de o Wikileaks vazar documentos secretos do governo dos Estados Unidos.