Família de Nissim Ourfali vence processo contra Google

Por Redação | 27.10.2012 às 17:14 - atualizado em 27.10.2012 às 18:03

A família de Nissim Ourfali não gostou nem um pouco da repercussão que o vídeo que o garoto gravou para comemorar seu Bar Mitzvah (cerimônia que insere o jovem judeu como um membro maduro na comunidade judaica) causou no YouTube.

O menino ficou famoso na internet e, como consequência, várias paródias foram feitas para "homenageá-lo". Insatisfeita com o grau de deboche de algumas delas, a família Ourfali processou o Google e obteve, nesta sexta-feira (26), a decisão que obriga o gigante a retirar todas as paródias do vídeo do garoto, bem como todos os links que levem a ele no Google.

De acordo com informações da coluna Radar, da revista Veja, o Google será multado em 200 mil reais por dia, se não cumprir a ordem.

A paródia de uma música da banda One Direction levou Nissim do anonimato à fama instantânea, principalmente após a frase interpretada pelo garoto, em referência às suas viagens em família para a praia de Baleia ("mas o melhor é quando vamos pra Baleia"). E o efeito viral de seu vídeo foi impressionante.

Nunca viu o vídeo de Nissim Ourfali? Se no YouTube é proibido, o Vimeo ainda garante a exibição: