CGI.br contesta solicitação de registro do domínio '.amazon' pela Amazon

Por Redação | 29 de Maio de 2013 às 14h56

O Comitê Gestor de Internet no Brasil (CGI.br) publicou nesta quarta-feira (29) um documento de contestação da solicitação de registro do domínio '.amazon' na internet pela Amazon. A varejista norte-americana solicita o registro do domínio junto ao ICANN (Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números), o que pode lhe garantir a criação de endereços virtuais como, por exemplo, www.nome.amazon.

Com base no texto do CGI.br, o órgão regulador deveria impedir a solicitação e registro de domínios na rede com nomes referentes a regiões sem que os governos locais estejam cientes e de acordo. Virgílio Almeida, coordenador do CGI.br, afirma que está claro que este domínio só pode ser de propriedade do povo que habita a região amazônica. "A atribuição desse domínio de topo à Amazon não atende ao interesse público da região amazônica, de forma que os setores da sociedade brasileira representados no CGI.br contestam essa delegação", concluiu.

A região amazônica é considerada um patrimônio brasileiro por sua extensão geográfica e sua cultura, além de abrigar mais de 23,4 milhões de brasileiros e, por isso, os órgãos defendem que o domínio não passe a ser de propriedade da Amazon. Em abril, os governos do Brasil e do Peru enviaram um manifesto de descontentamento à ICANN, apoiados por outros países membros da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA).

O pedido do domínio '.amazon', bem como outras solicitações envolvendo nomes de países, cidades e regiões, devem ser resolvidos durante uma conferência do ICANN na América Latina, que acontece em julho deste ano. E a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) também apresentou um requerimento para a realização de uma audiência pública no Senado, marcada para o dia 20 de junho, que contará com membros do OTCA, do Itamaraty, do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e com o representante do ICANN no país.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.