Bradley Manning é sentenciado a 35 anos de prisão por vazamentos

Por Redação | 21.08.2013 às 13:47 - atualizado em 21.08.2013 às 14:46

O soldado Bradley Manning, 25 anos, responsável pelo vazamento de uma série de documentos sigilosos do governo dos Estados Unidos ao site Wikileaks, foi condenado nesta quarta-feira (21) pela justiça norte-americana a 35 anos de reclusão, como informa reportagem da agência de notícias Reuters.

A juíza militar coronel Denise Lind, que condenou Manning no último mês por 20 crimes, incluindo espionagem e roubo, poderia ter dado pena de até 90 anos de prisão, mas a promotoria havia pedido condenação de 60 anos para o soldado. Manning também será dispensado com desonra do Exército norte-americano, afirmou a juíza.

Em 2010, o soldado, que atuava como analista de inteligência no Iraque, vazou mais de 700 mil arquivos secretos do Departamento de Estado e das Forças Armadas dos Estados Unidos ao site Wikileaks, revelando detalhes sobre a atuação militar norte-americana em conflitos no Iraque e no Afeganistão e chamando muita atenção do mundo todo.