Assange continua enclausurado na embaixada do Equador, mas se mantém conectado

Por Redação | 21.08.2012 às 14:53

Apesar de não estar vivendo seus melhores - e mais confortáveis - dias, Julian Assange está em posse do bem material que ele mais valoriza: um computador com conexão a internet.

Desde o dia 19 de junho isolado na embaixada do Equador em Londres, o criador do Wikileaks está vivendo a base de refeições para viagem em uma pequena sala. Além do seu computador, ele também dispõe de uma esteira para gastar suas energias e uma lâmpada especial de vitamina D, para compensar a falta de exposição à luz solar.

Após visitar a embaixada, um amigo de Assange que o abrigou em sua mansão durante um ano, chamado Vaughan Smith, disse à Reuters que o australiano está bem disposto e feliz por ter acesso à web.

"Ele parece estar aguentando bem. A chave para entender Assange é que se ele tem um computador, está feliz. A coisa que mais o preocupa é a possibilidade de não poder trabalhar adequadamente - e por isso ele parece menos entusiasmado por celas de prisão do que por embaixadas", disse Smith.

Assange na varanda da embaixada do Equador

Foto: Reprodução / Reuters

No último domingo Assange apareceu na varanda estreita da embaixada pela primeira vez desde que se enclausurou no prédio. Ele protestou sobre a "caça às bruxas" que os Estados Unidos está realizando contra ele e seu website, o WikiLeaks. Durante sua aparição o mundo pôde ver que ele estava com uma boa aparência, cabelos cortados, camisa bem passada e gravata.

É bom lembrar que o ativista ameçou divulgar a senha de um arquivo criptografado que foi recentemente publicado pelo WikiLeaks. Caso algo aconteça com Assange, a organização garante que irá liberar a senha para todos.