Apple é condenada a pagar US$ 533 milhões por violação de patentes no iTunes

Por Redação | 25 de Fevereiro de 2015 às 12h00

O Tribunal Federal Regional do estado americano do Texas ordenou a Apple a pagar US$ 532,9 milhões por ter violado três patentes de propriedade da empresa de patentes Smartflash e as ter utilizado no iTunes. Conforme noticia o New York Times, a decisão foi tomada na noite desta terça-feira (24).

De acordo com o júri, que deliberou por oito horas, a Apple utilizou sem permissão e intencionalmente a tecnologia patenteada pela Smartflash, mesmo sabendo que as tecnologias já haviam sido patenteadas anteriormente. A empresa de patentes havia solicitado ressarcimento de apenas US$ 852 mil para cobrir os danos.

O processo, iniciado em maio de 2013, faz referência às licenças utilizadas pela Maçã para incluir o acesso e armazenamento de música, vídeos e jogos que são baixados da loja online da Apple.

Em defesa, os advogados da Apple questionaram a Justiça se a patente da Smartflash era válida neste caso, visto que a multinacional já possuía uma patente própria para uma tecnologia similar.

Apesar de condenada, a Apple irá recorrer da decisão e solicitar que o valor final da multa seja revisto. A empresa ainda disse que é necessária uma reformulação no sistema de patentes e se recusou a pagar a empresa "pela ideia que nossos funcionários passaram anos inovando".

Em contrapartida, a Smartflash afirmou por meio de seu advogado, Brad Caldwell, estar "muito feliz pelo veredicto do júri, que reconhece a violação intencional de longa data da Apple".

Além da empresa de Cupertino, a Smartflash também está processando a Samsung por violação de patentes e já entrou com ações judiciais contra a HTC e o Google.

Fonte: http://www.nytimes.com/2015/02/26/technology/apple-loses-patent-dispute-over-itunes.html?partner=rss&emc=rss&_r=0

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.