Após polêmica, Valve cria mecanismo para retirar itens falsos do Steam

Por Wagner Wakka | 01 de Agosto de 2018 às 08h42
photo_camera Reprodução
Tudo sobre

Valve

Na última segunda-feira (30), um youtuber denunciou um jogo no Steam chamado Abstractism, usado não só para minerar criptomoedas, mas também para aplicar golpes em usuários. Embora a Valve tenha retirado o jogo de sua plataforma no mesmo dia, isso levantou uma questão importante: a falta de controle da empresa sobre itens falsos vendidos na loja.

Uma das reclamações era de que a Valve demorava muito para identificar tais itens, fazendo com que os golpistas tivessem chance de modificar as páginas e perfis e não serem mais rastreados. É o caso do golpe aplicado com Abstractism em que logo depois que a vítima fazia a compra do item falso, a página de negociação já havia sido totalmente modificada.

Para tentar resolver o problema, a Valve modificou uma mecânica simples para achar esses vendedores. Em post no Reddit, um funcionário da empresa chamado Tony Paloma informou que agora é necessário que a Valve aprove a mudança de nome dos apps para, dessa forma, identificar possíveis golpes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

"Nós acreditamos que dois diálogos de aviso serão suficientes para fazer as pessoas pensarem duas vezes sobre negociações contendo itens falsificados, mas isso não é o fim de nossa resposta, e vamos continuar monitorando", explicou.

Ele ainda informou que a Valve está trabalhando em um sistema automatizado para devolver o dinheiro de todos os usuários que foram lesados com itens falsos comprados na plataforma antes desta mudança. Embora ainda não haja detalhes nem de como ou quando isso será feito, o funcionário já disse que a ferramenta está em desenvolvimento.

Abstractism era um jogo simples de plataforma que estimulava jogadores a baixarem um programa de mineração de criptomoedas. Depois de questionado por usuários sobre se o game tinha uma minerador, o desenvolvedor negou e disse apenas que o programa em questão era necessários para que usuários ganhassem itens dentro do jogo.

Após testes de CPU e GPU, ficou claro que o título se comportava e consumia a capacidade dos computadores como um programa de mineração de criptomoedas, o que levou à retirada do jogo do Steam.

Fonte: Reddit

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.