Harry Potter: Wizards Unite chega em junho para EUA e Reino Unido

Por Wagner Wakka | 21 de Junho de 2019 às 15h33
Divulgação/WBGames
Tudo sobre

Niantic

Saiba tudo sobre Niantic

Ver mais

Harry Potter: Wizards Unite vai chegar em 21 de junho, ao menos nos Estados Unidos e Reino Unido. O novo jogo da Niantic (de Pokémon GO e Ingress) baseado no universo do bruxo vai usar sistemas de GPS igual aos demais. A informação veio de evento realizado nesta quarta-feira (19) pela WB Games, que publica o jogo.

O título chega para Android e iOS em formato gratuito como os outros da Niantic. A desenvolvedora também vai usar o Niantic Real World Platform, um sistema já avançado de mapeamento unido com realidade aumentada. Esta plataforma é a mesma criada para Pokémon GO e Ingress, que utiliza as ruas reais do jogador como mapa para o game.

Também com base em experiências antigas, a Niantic informou que vai lançar eventos públicos, como acontecem atualmente em Pokémon Go.

O jogo entrou em beta para usuários da Austrália e Nova Zelândia. Segundo informações do evento, o lançamento inicial em 21 de junho acontece apenas nos Estados Unidos. O próprio vídeo promocional também confirma data somente para as duas regiões.

Assim como foi em Pokémon Go, haverá lançamentos de país em país. Entramos em contato com a WB Games, a qual publica o jogo no Brasil e aguardamos resposta sobre a data por aqui.

O que é?

A história de Harry Potter: Wizards Unite se passa nos dias de hoje, sendo que o jogador precisa viver um recruta da Força-Tarefa do Estatuto de Sigilo em Magia (uma parceria entre o Ministério da Magia e a Confederação Internacional dos Bruxos).

Tal como acontece em Ingress, é preciso correr atrás de uma série de anomalias de bruxaria no mundo dos trouxas (assim chamado quem não é bruxo). O motivo de se contratarem novos bruxos para o trabalho é a iminência da Catástrofe, já que o mundo bruxo está começando a ser exposto.

Aliás, vale lembrar que J.K. Rowling, criadora da série, não participa da produção deste game, o qual é licenciado pelo selo Portkey Games, voltado a liberar a propriedade intelectual para jogos.

O Canaltech teve acesso a uma prévia do game em San Francisco no começo do ano. Para saber mais sobre o game, veja nossa análise.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.