Criadora de Angry Brids fechará as portas de seu estúdio em Londres

Por Eduardo Hayashi | 02 de Março de 2018 às 16h49

Os ventos continuam desfavoráveis para a Rovio, empresa por trás de Angry Birds, que vem sofrendo prejuízos financeiros constantes ano após ano, com tentativas frustradas de novas iterações do game dos pássaros e a sua estreia em uma animação 3D em 2016.

Durante reunião de divulgação de seus resultados corespondentes ao quarto trimestre, a companhia finlandesa informou que planeja o encerrar suas atividades em Londres. O escritório foi estabelecido em janeiro de 2017 para o desenvolvimento de títulos com foco em multiplayer online, com planos futuros para a contratação de mais 20 funcionários nos próximos dois anos.

Assim que a decisão for colocada em prática, os 7 funcionários que trabalham atualmente no escritório londrino serão, consequentemente, desligados da Rovio. Além disso, também foi informado que o estúdio pretende centralizar as suas equipes de negócios nos escritórios localizados em Espoo, na Finlândia, e em Estocolmo, na Suécia.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Segundo Katia Levoranta, presidente-executiva da Rovio, os resultados financeiros correspondentes ao último trimestre de 2017 foram "piores do que o esperado", e estão associados diretamente ao baixo interesse do público em seus títulos mais recentes, incluindo os games Angry Birds Match, Angry Birds Evolution e Battle Bay.

Fonte: BusinessInsider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.