Atleta japonês já gastou mais de 15 mil reais com Pokémon GO no Rio

Por Redação | 02 de Agosto de 2016 às 19h52

O vício em Pokémon GO fez com que um casal abandonasse uma criança de apenas dois anos sozinha em casa para capturar monstrinhos por aí, e alguns atletas olímpicos, ao chegar na cidade sede dos jogos de 2016, expressaram seu descontentamento pelo fato do game não estar disponível para o Brasil. Mas esse não foi o caso do ginasta japonês Kohei Uchimura, que seguiu jogando a atualização da franquia que foi lançada no final de julho em seu país mesmo após pisar em solo brasileiro, o que acabou custando mais de 15 mil reais com taxa de roaming.

A fatura que o atleta, que é campeão mundial e dono de cinco medalhas olímpicas, recebeu de sua operadora de telefonia móvel veio com o valor de meio milhão de ienes – que equivalem a 4,8 mil dólares ou 15,6 mil reais. Uchimura, de 27 anos, chegou ao Brasil em meados de julho ao lado da equipe japonesa de ginástica, e chegou a admitir à imprensa japonesa que estava “viciado” em Pokémon GO, mas que “não podia acreditar” quando viu o valor absurdamente alto de sua fatura.

Após o choque, Uchimura contou que mudou seu plano para uma tarifa fixa de roaming de cerca de 3 mil ienes diários (o equivalente a 29 dólares), mas vai continuar capturando os monstrinhos enquanto estiver no Brasil, sem que vá à falência até o final dos Jogos Olímpicos.

Desde o início de julho o tema “Pokémon GO” tem sido recorrente nos noticiários, seja estampando números recordes ou retratando a insatisfação de países como o Brasil, que ainda não receberam o jogo de realidade aumentada que é a maior febre internacional do momento.

Fonte: Terra

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.