Criador de Flappy Bird pode voltar atrás e republicar o game

Por Redação | 12.03.2014 às 09:45

Você deve se lembrar do Flappy Bird, o game que após experimentar uma explosão de popularidade acabou sendo retirado do ar por seu criador no início do mês passado.

Agora, em entrevista à Rolling Stone, Dong Nguyen, criador do game, diz que está pensando em reativar o game na App Store e Google Play. Questionado sobre um possível retorno do game, Nguyen disse que está “considerando essa possibilidade”, algo que soa como uma boa notícia para aqueles que ainda não conseguiram experimentar a jogatina.

Segundo a reportagem, Nguyen disse estar “aliviado” com o fim da febre mundial que o game havia se tornado. A publicação destaca que o jovem, filho de um dono de loja de hardware e uma funcionária do governo, cresceu como um aficionado pelos títulos da Nintendo.

FB e CC

Cheep Cheeps e Flappy Bird: inspiração veio de jogos da Nintendo

O próprio game traz claras referências a títulos clássicos da empresa japonesa, como os canos que lembram muito o cenário dos jogos da franquia Mario. O pássaro do game teria sido inspirado no personagem Cheep Cheeps, também dos jogos do encanador.

O jovem ainda explicou a concepção do jogo, que tem um funcionamento bastante simples. Ele disse que projetou o Flappy Bird para pessoas ocupadas e sem muito tempo para jogar, como ele mesmo. O game teria sido feito com o pensamento de que as pessoas poderiam jogá-lo com apenas uma mão em um transporte público, por exemplo, quando a outra mão é usada para se segurar no vagão de um trem ou nas barras de um ônibus.

Flappy Bird foi lançado em abril de 2013, mas não atingiu um público amplo à época. Seu sucesso apareceu apenas no início deste ano. Após receber dezenas de mensagens de pessoas atormentadas por estarem viciadas no jogo, Nguyen decidiu retirar o game do ar. O desenvolvedor conta que já havia sofrido muito ao se viciar na jogatina de Counter-Strike e, por isso, se identificou com as reclamações recebidas.

Quando retirou o app das lojas virtuais da Apple e Google, Nguyen deixou de faturar os cerca de US$ 50 mil diários em publicidade que a jogatina proporcionava. A retirada do app, no entanto, pouco alterou a experiência de quem já o tinha instalado, fazendo apenas com que o ranking do jogo deixasse de funcionar.

Após o sucesso de Flappy Bird, Nguyan decidiu largar seu antigo emprego para se dedicar exclusivamente ao mundo dos games. Ele já conta com três projetos engatilhados, mas ainda não decidiu se deve mesmo levar o seu título mais famoso novamente às lojas de aplicativos.