11 dicas do maior mestre Pokémon do mundo

Por Redação | 02 de Agosto de 2016 às 22h25
photo_camera Divulgação

Enquanto nós, brasileiros, ainda não temos acesso a Pokémon GO, lá fora já existem dezenas de sites, guias e outros serviços para que os jogadores potencializem sua experiência no jogo de realidade virtual da Nintendo. E como conhecer essas plataformas nunca é demais, quem melhor do que o primeiro mestre Pokémon para dar dicas de como se dar bem na hora de capturar os monstrinhos?

O mestre em questão é o americano Nick Johnson. Ele é conhecido como o primeiro gamer a conseguir pegar todos os Pokémon disponíveis na América do Norte – cada continente possui uma determinada quantidade de personagens, e alguns deles são exclusivos de certas regiões globo. De acordo com a franquia japonesa, existem 151 monstros, mas até o momento, a Niantic, desenvolvedora de Pokémon GO, liberou 142 criaturas. Essa é a quantidade exata capturada por Johnson.

Ao Business Insider, o jovem de 28 anos que mora no Brooklyn contou que perdeu quatro quilos e meio depois de caminhar cerca de oito horas por dia em busca dos Pokémon. Ele também afirma ter perdido muitas horas de sono e gastou algumas centenas de dólares só para conseguir agarrar todos os monstrinhos. Em uma semana e meia, Johnson garante ter apanhado 135 criaturas do jogo. A última que faltava foi pega na noite do dia 21 de julho, no Central Park, em Nova York.

Capturar todos os Pokémon não é uma tarefa fácil – ainda para mais Johnson, que trabalha 50 horas por semana e consegue arranjar um tempo para ficar junto da namorada. Segundo Johnson, o próximo objetivo é viajar ao redor do mundo ao lado de sua companheira para conseguir os três Pokémon exclusivos que faltam: um na França, outro em Hong Kong e o último na Austrália.

Mesmo assim, o rapaz tem alguns truques para aqueles que, assim como ele, estão decididos em completar sua coleção. Quem sabe essas dicas não sirvam para quando Pokémon Go chegar aqui no Brasil? Veja abaixo.

1. Tênis confortáveis

Compre um par de tênis confortável. Nick caminhava quase 15 quilômetros todos os dias depois do trabalho em busca dos Pokémon mais distantes. O jogador diz que o game funciona melhor quando você anda mais rápido.

2. Nada de curvas

A melhor sugestão para chocar os PokéEggs é caminhando em linha reta, sem fazer curvas. De acordo com Nick, o jogo calcula a distância percorrida em linha reta do ponto que você estava até o ponto que você está. Ou seja, sempre ande para a frente, pois Pokémon GO não entende isso como caminhada. Nick disse que aprendeu isso "da pior maneira".

3. Macete das criaturas específicas

Se você quer aumentar rapidamente o seu nível de treinador, concentre-se em evoluir criaturas como Pidgeys e Weedles, pois eles precisam apenas 12 ou 25 Candy para evoluir - os demais Pokémon necessitam de pelo menos 50. Vale lembrar que evoluir seus monstrinhos dá uma quantidade significativa de XP para o seu avatar.

4. Itens indispensáveis

Se quiser acelerar as coisas com itens pagos – na seção de microtransações –, o melhor deles são os incubadores de ovos, ideais para chocar PokéEggs.

5. Faça amigos

Apesar de você ficar a maior parte do tempo prestando atenção na tela do seu celular, Nick afirma que uma dica importante para se tornar um mestre em Pokémon GO é ser social com os outros jogadores. "Embora o título não tenha muitas funcionalidades de comunicação, ele é extremamente sociável. Caso não saiba onde encontrar um Pokémon específico, pergunte para outros amigos. Eles geralmente costumam ajudar".

6. Troque ideias

Johnson disse ter levado dias até encontrar um Dratini. Isso só aconteceu depois de conversar com um jogador na rua, quando descobriu que havia um "ninho" do Pokémon alguns quilômetros de distância, em Nova Jersey. No mesmo dia em que capturou o monstro, ele o evoluiu para um Dragonite.

7. Participe de grupos com outros jogadores

Nick usou um grupo no Facebook chamado de "PokemonGoNYC". Lá, as pessoas postavam dicas relevantes do jogo sobre a cidade de Nova York. Ele também acessava fóruns no Reddit para trocar informações com outros gamers.

8. Explore sua região

Nick era um visitante frequente da região do Central Park, onde fica um famoso PokéStop que atrai centenas de pessoas – inclusive o cantor Justin Bieber. Muitas delas passam a noite procurando por novos Pokémon. Segundo Nick, a dica é procurar por locais perto de você para conhecer novos jogadores e montar grupos para encontrar os monstrinhos.

9. Monstrinhos raros em locais aglomerados

Em lugares muitos movimentados, como o Central Park, Nick percebeu que existe um intervalo de tempo em que sempre aparecem Pokémon raros. No caso do parque, o jogador descobriu de meia em meia hora ou de uma em uma hora algum personagem raro dava as caras. Por isso, Nick recomenda estar nesses locais perto do momento exato em que o relógio marcar que uma criatura rara irá aparecer. Se não quiser esperar, dê algumas voltas pela redondeza, pois os Pokémon também podem surgir – ou faça buscas nesses lugares para passar o tempo e voltar ao local original.

10. Celular reserva

Johnson diz ter utilizado um segundo celular como reserva. No caso dele, enquanto o dispositivo principal era usado para batalhas em ginásios, o aparelho adicional funcionava como uma espécie de radar para ele ter certeza de que não perdeu nenhum Pokémon raro na região.

11. Tática do Ingress

Nick também fez uso do Ingress, um outro jogo desenvolvido pela Niantic que emprestou várias de suas mecânicas para Pokémon GO. O título mostra pontos chamados de "matéria exótica" que servem para marcar locais com maior concentração de movimento. Se você for dedicado, pode usar esses pontos como referência para encontrar novos Pokémon, pois, segundo Nick, é ali que eles vão aparecer. "Não é 100% apurado, mas conseguiu me ajudar", diz Nick.

Fonte: Business Insider