Siri ajuda usuários a descobrirem se têm sintomas causados pelo coronavírus

Por Felipe Junqueira | 23 de Março de 2020 às 13h45
Reprodução
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone

Ficha técnica

Usuários dos Estados Unidos já podem se consultar com a Siri para tirarem dúvidas sobre os sintomas da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). A função foi liberada durante o último fim de semana e serve para o potencial paciente saber como agir corretamente durante a pandemia.

Ao perguntar, em inglês, “hey, Siri, estou com coronavírus”, o usuário inicia uma espécie de consulta virtual em que a assistente vai questionar sobre os sintomas da doença, ajudando o potencial infectado a descartar o contágio ou chamar a emergência, se o caso for grave o bastante para isso.

Por ora, apenas residentes nos EUA podem aproveitar o recurso da assistente da Apple. Não há informações sobre a disponibilização em outros mercados ou línguas. Teoricamente, não seria algo tão difícil de adaptar, com uma tradução das respostas e, ao final, a sugestão de ligar para o telefone de emergência local.

No Brasil, se você perguntar à Siri se está com coronavírus, ela vai recomendar uma checagem no site do Ministério da Saúde. A página explica o que é o vírus e como se prevenir.

Respostas da Siri em português para questões sobre coronavírus (Captura de tela: Felipe Demartini/Canaltech)

Coronavírus no Android

O Assistente do Google tem um recurso similar. Ao perguntar, por exemplo, “quais são os sintomas do coronavírus”, a IA mostra como resultado a página da OMS sobre o assunto. Para algo mais específico, o brasileiro pode experimentar o app do Ministério da Saúde desenvolvido justamente para ajudar a informar os cidadãos sobre a pandemia.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.