Safari está travando no iPad e iPhone – saiba como evitar

Por Felipe Demartini

Uma falha bastante esquisita e igualmente incômoda está afetando os usuários do iOS desde a madrugada desta quarta-feira (27). Em um bug que aparenta ser aleatório, o navegador Safari vem apresentando travamentos sempre que o usuário tenta digitar uma URL na barra de endereços.

Nem todos são afetados pela falha, mas aqueles que são relatam problemas desde um funcionamento irregular da aplicação até seu congelamento total. Em todos os casos, é necessário fechar o software e reiniciá-lo. A digitação de um mesmo endereço, por exemplo, não faz com que o problema volte a acontecer, mas ele retorna de forma inesperada com operações semelhantes.

De acordo com o desenvolvedor de aplicativos Steve Troughton-Smith, o problema parece estar relacionado ao sistema de sugestões de buscas do iOS. Ele não soube precisar o que está causando a falha – um problema no cache, por exemplo, ou uma dificuldade no acesso aos servidores da Apple para obtenção das sugestões. Essa última probabilidade parece ser a questão devido à ideia de que nem todo mundo acaba sofrendo com os travamentos. Em menor grau, a falha também parece atingir os usuários de Mac.

Por enquanto, a Apple não se pronunciou quanto a isso nem revelou estar trabalhando em uma correção. Felizmente, uma medida paliativa bastante simples é capaz de minimizar o problema, bastando que o usuário desligue o sistema de sugestões de URLs da seguinte maneira:

Travamento iOS

Abra o menu de configurações e, na sequência, escolha a opção “Safari”. Logo de cara, você verá a opção “Sugestões do Safari” e é ela que deve ser desativada para que o problema deixe de acontecer. Isso, claro, desativa a função permanentemente e, mesmo que a falha deixe de acontecer, você não terá mais acesso a ela até que volte nas preferências e a habilite novamente.

Travamento iOS

Outra sugestão menos definitiva é utilizar uma aba anônima para navegar. Essa opção é temporária, claro, mas também impede que dados salvos, como logins e senhas, sejam utilizados na navegação. Para fazer isso, pressione o último botão na lateral direita superior da tela e, na sequência, toque em “privado”. Um Ok fecha tudo e retorna o usuário à interface tradicional do Safari, só que agora de forma protegida.

Outra opção é a utilização de outro navegador, como o Google Chrome. De acordo com os relatos de usuários, os travamentos do Safari ocorrem nas versões 9.2 em diante do iOS, independentemente do dispositivo utilizado. Aparelhos mais antigos, entretanto, estariam imunes.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.