O que gostaríamos de ver no iOS 10?

Por Durval Ramos | 24 de Dezembro de 2015 às 16h20

Ainda faltam alguns bons meses para a chegada do iOS 10. A próxima versão do sistema móvel da Apple deve chegar somente no segundo semestre, juntamente com o suposto iPhone 7. No entanto, não é porque ainda temos uma longa espera pela frente que os rumores, suposições e aquela boa dose de torcida devem ficar de fora. Na verdade, esse é o terreno ideal para que possamos especular o que está por vir.

Afinal, o lançamento de 2016 tem tudo para ser um grande marco para a Apple. Estamos falando da décima edição do sistema, que chega coincidentemente com uma nova geração de smartphones que há tempos já vem prometendo mudanças significativas. Assim, enquanto as últimas versões do iOS apenas melhoraram pontos aqui e ali, a próxima atualização tem tudo para trazer mudanças mais significativas em vários sentidos.

O que pode fazer com que o iPhone e o iPad se tornem ainda mais simples e práticos? Há uma série de coisas que podem melhorar e, por isso, vamos praticar aquele pequeno exercício de criatividade para imaginar o que queremos do iOS 10.

iOS

Uma Siri mais eficiente

Quando a Apple apresentou o iOS 9, a promessa era que a sua assistente de voz ficasse bem mais inteligente e proativa. E isso de fato aconteceu, mas ainda de maneira limitada. Apenas alguns poucos aplicativos e funções se aproveitam dessa melhoria, como o Mapas que mostra o tempo estimado até sua casa quando você conecta o iPhone ao Bluetooth do carro ou o app de música que abre quando você conecta o fone de ouvido. Só que é possível ir além.

Com o iOS 10, queremos que a Siri atue mesmo como uma espécie de assistente. Um rumor que já circula por aí, por exemplo, é que a nova versão do sistema vai fazer com que ela tenha uma integração maior com o VoiceMail. Assim, quando você receber uma mensagem de voz em sua caixa de entrada, a Siri já transcreve isso e exibe na forma de uma mensagem.

Siri iPhone

É uma solução interessante, mas não é preciso ir tão longe assim para melhorá-la. Na verdade, basta melhorar esse cruzamento de dados que ela já faz. Como dito, saber que você se conectou ao carro e usar dados de localização é algo muito interessante, mas a Siri consegue cruzar outras informações para atuar quase como se fosse a sua secretária. Se você receber um email convidando-o para um evento no sábado à noite, a assistente já consegue ver sua agenda para saber se você está livre e indicar quais os plano para aquele dia, por exemplo. Parece algo muito complexo, mas o próprio iOS 9 já faz algo semelhante ao fazer uma leitura dos seus emails em busca de compromissos. O que a Siri poderia fazer era apenas organizar isso de maneira mais "humana".

Outros boatos apontam que a assistente vai ganhar um sistema de identificador de voz, sendo capaz de reconhecer o usuário apenas pelo timbre de sua voz. Para o iPhone e iPad isso pode parecer algo sem muito propósito, mas é uma novidade que pode vir antecipando algo para a Apple TV.

Siri

Além disso, a Maçã de Cupertino ainda pode aproveitar o lançamento do iOS 10 para ouvir os pedidos dos desenvolvedores e liberar a API para fazer com que a Siri passe a funcionar também com aplicativos de terceiros, como o YouTube, WhatsApp e o Waze. Já pensou em procurar aquele último clipe do Wesley Safadão apenas com um comando de voz ou encontrar um endereço enquanto dirige somente perguntando por ele? É algo que pode se tornar realidade, mas só depende da Apple.

Novas opções de consumo de energia

Com o iOS 9, o iPhone e o iPad receberam um recurso que conseguiu fazer com que a bateria desses dispositivo durasse muito mais. O Modo de Pouca Energia é uma novidade que desativa várias funções do sistema quando os aparelhos chegam em 20% da sua carga, fazendo com que o consumo seja reduzido drasticamente enquanto isso. O que pouca gente sabe é que esse modo pode ser usado a qualquer momento.

O problema é que ele ainda é bastante limitado. Exemplo disso é que você não pode torná-lo padrão. Por mais que possa ser ativado a qualquer momento, ele sempre vai ser desativado quando chegar a 80% de carga e ainda é bastante limitado em termos de personalização. Assim, levando em conta a ótima receptividade que esse modo econômico obteve, o iOS 10 poderia expandi-lo.

Bateria iPhone

A começar com a possibilidade de torná-lo padrão. Tudo bem que ele diminui o tempo de verificação de email e reduz algumas atualizações em segundo plano, efeitos visuais e transferências automáticas, mas vamos combinar que isso não é prioridade na vida de quem quer mais tempo longe da tomada. Qual o problema em deixar o Modo de Pouca Energia sempre funcionando?

Além disso, a atualização poderia trazer maneiras de deixar o usuário decidir o que poderia ou não ficar ligado. A gente já pode fazer essas alterações, mas estão todas espalhadas pelo menu Ajustes — e é preciso muita paciência para chegar até cada uma delas. Assim, seria apenas uma forma de concentrar tudo isso em um único lugar, tornando tudo mais intuitivo e simples.

Tornando o 3D Touch mais relevante

Ok, a chegada do 3D Touch no iPhone 6s realmente mudou muita coisa, facilitando o acesso a vários aplicativos e fazendo com que algumas ações pudessem ser executadas em bem menos tempo. E, a partir desse mesmo conceito, o iOS 10 poderia expandir esse conceito e trazer as vantagens do sensor de pressão para o próprio sistema.

3D Touch

A ideia é usar a mesma lógica de oferecer opções rápidas quando você pressiona a tela com um pouco mais de força. Quer acessar alguma configuração relacionado ao consumo de bateria ou conferir informações sobre sua conexão Wi-Fi ou Bluetooth? Basta usar o 3D Touch para acessar cada um desses recursos com apenas alguns toques na tela.

Na verdade, a tecnologia tem tudo para funcionar muito bem com a Central de Controle do iOS. Ter mais controle sobre o conteúdo multimídia executado, ajustes do Não Perturbe e até das próprias conexões é algo que pode ser adicionado no iOS 10 sem muito esforço. É o tipo de coisa que vem para simplificar o que já é simples e, por isso, é a cara da Apple.

Além disso, há quem diga que o 3D Touch pode também ser usado para substituir o botão Home. Esse é um rumor que há tempos já circula por aí e seria bem-vindo para permitir um aumento na tela do iPhone. Por outro lado, isso tornaria o iOS bem mais próximo do Android e, por conta disso, muita gente torce o nariz para a possibilidade.

Personalizar a Central de Controle

E, já que estamos falando da Central de Controle, que tal pensar em como ela pode ser melhorada no iOS 10? Não há como negar que essa pequena tela ajuda bastante a acessar algumas funções mais básicas do iPhone ou fazer ajustes simples, mas é sempre possível oferecer um algo a mais. Afinal, quem nunca desejou que outra tarefa estivesse ali nos atalhos?

iPhone 6s

Na próxima atualização do sistema, o usuário poderia ter mais controle sobre o que é exibido ali, sobretudo em relação às tarefas exibidas na parte inferior. Se você não vê muita necessidade daquela calculadora ali, poderia substituí-la pela sua galeria de fotos ou mesmo pelo WhatsApp. E quem usa o cronômetro no iPad a ponto de precisar de um acesso rápido para ele? Não seria mais fácil colocar o Safari ou o Chrome em seu lugar?

Para isso, a Apple poderia se aproveitar do próprio 3D Touch. Assim que o usuário pressionasse a Central de Controle, ele receberia a opção de alterar os atalhos apresentados. Com isso, o aparelho ficaria realmente personalizado e feito para cada perfil de uso.

Qual o aplicativo padrão?

A Apple tem a terrível mania de empurrar seus serviços goela abaixo dos usuários do iOS. Na grande maioria dos casos, ao clicar em um link, você é automaticamente levado para o Safari, por mais que nunca use o navegador. O app Mail é outro que sempre abre quando você quer mandar um email e prefere fazer isso por qualquer outro aplicativo. E não seria pedir demais que o iOS 10 acabe com esse incômodo, não é mesmo?

Não é algo complicado. Basta trazer uma opção que permita definir quais apps devem ser abertos em situações específicas. Alguns serviços de terceiros já conseguem fazer isso dentro do sistema, mas ainda é algo bastante limitado. E, conhecendo as políticas da Maçã, é bem pouco provável que isso vá acontecer, mas não custa sonhar.

Ocultando apps nativos

Outra aposta pouco provável. Qualquer usuário do iOS já está acostumado a ver os diversos apps da Apple ocupando espaço na Tela Inicial sem nunca terem sido usados. Impossíveis de serem deletados, eles acabam sendo escondidos em pastas para não ficar poluindo seu smarpthone.

App Store

E, sabendo que a empresa não vai nos dar essa liberdade, ela poderia ao menos permitir a ocultação dos ícones. Isso é algo que já acontece com o iCloud Drive, que possui uma opção que permite fazer com que o botão desapareça, mas sem eliminar o serviço do aparelho. A partir dessa mesma lógica, poderíamos dar adeus aos apps de Saúde, Bolsa e o famigerado Dicas. Não é pedir muito.

Múltiplos usuários

Trazer mais de um usuário para o iPhone não faz muito sentido, mas esse é o tipo de coisa que poderia ser muito útil no iPad. E nem precisa ser apenas para agradar pessoas que dividem o tablet, mas também para quem usa o dispositivo tanto no cotidiano quanto para gerenciar sua vida profissional. A partir de uma única opção, você altera quais os apps são exibidos e quais contas são ativas.

O iOS 10 pode se aproveitar do Touch ID para reconhecer o usuário e fazer a troca automaticamente durante o desbloqueio ou, no caso de um mesmo dono, oferecer as opções de perfis disponíveis. É algo fácil de ser aplicado e que já existe em outros dispositivos da Apple, como o OS X.

Agora é a sua vez

Essas são as nossas sugestões do que a Apple poderia colocar no iOS 10 no ano que vem, mas isso não quer dizer que são as únicas possibilidades. Durante o uso de seu iPhone ou iPad, você certamente já deve ter se deparado com alguma mudança que você gostaria de ver no futuro, seja adicionando algo ou removendo outra. Então, que tal nos contar? Aproveite o espaço de comentários abaixo e compartilhe conosco quais os recursos a Apple poderia colocar na sua próxima atualização.

Via: Alphr, Know Your Mobile, TechRadar

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.