No iOS 9, Safari será capaz de bloquear anúncios intrusivos

Por Redação | 11.06.2015 às 12:45

É um dia difícil para quem depende de renda publicitária e, para isso, entope o próprio site com anúncios. Em mais uma daquelas funções que são anunciadas com pouco alarde, a Apple revelou que o iOS 9 permitirá que seu navegador nativo, o Safari, bloqueie automaticamente anúncios intrusivos ou que dificultem a vida dos usuários durante a navegação pelos sites que desejam.

A novidade estará implementada assim que o sistema operacional estiver disponível. Como ele já está nas mãos dos desenvolvedores, eles já podem começar a criar soluções para permitir esse tipo de coisa, uma vez que os bloqueadores de propaganda funcionarão mais ou menos como extensões para o navegador, baixadas em forma de aplicativos por meio da App Store. Uma vez instalados, eles passam a agir no Safari, impedindo que os anúncios incomodativos sejam mostrados na tela.

É claro, estamos falando aqui dos pop-ups ou janelas de publicidade que encobrem o conteúdo ou aparecem sobrepostas, impedindo a visualização rápida do que há na tela. Os detalhes, porém, são escassos e, aparentemente, nada impede que as aplicações funcionem como bloqueadores totais de anúncios, como acontece nos computadores, por exemplo, causando problemas para editores de conteúdo e sites que dependem das propagandas para sobreviver.

Nos PCs, isso já é um problema, mas levando em conta a influência da Apple no mundo mobile e sua participação no market share de acesso por celulares e tablets, aqui isso se configura como algo muito maior – e pior. Na medida em que os números crescem e acabam substituindo a utilização “convencional” da rede, as ferramentas de bloqueio de propagandas podem acabar se tornando uma pedra no sapato para os envolvidos.

Por enquanto, porém, o mercado ainda está quieto. A novidade foi anunciada de forma discreta, durante o WWDC 2015, evento da Apple para desenvolvedores, e ainda não está disponível. Uma vez que esteja, porém, veremos mais desenvolvimentos relacionados a isso e de que forma, se de alguma, a fabricante vai atender aos anseios dos anunciantes e produtores de conteúdo na mesma medida em que privilegia a navegação para seus usuários.

Fontes: Apple, 9to5 Mac