Iranianos relatam que a App Store foi bloqueada no país

Por Jessica Pinheiro | 16 de Março de 2018 às 17h11

Usuários de dispositivos da Apple que residem no Irã alegam que não estão conseguindo conectar, tampouco navegar ou baixar aplicativos na App Store. Aparentemente, a loja digital da Maçã teria sido bloqueada no país nesta quinta-feira (15), impedindo que os proprietários de Macs, iPhones e iPads acessem o serviço.

De acordo com um relatório divulgado pelo Bleeping Computer, os usuários relataram que começaram a passar por interrupções na App Store no período da tarde, no horário local. Para acessar o serviço, a pesquisadora iraniana Meysam Firouzi precisou recorrer a métodos alternativos, usando VPN – o que sugere que a restrição é baseada pelo IP do dispositivo.

Até o momento, é desconhecido quem iniciou a proibição e a Apple ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, e nem tem respondido aos comentários dos usuários a respeito do problema.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Em agosto do ano passado, a Maçã já proibiu certos aplicativos criados por desenvolvedores iranianos, refletindo às sanções dos Estados Unidos contra o país. As penalidades impostas proibiam a Apple de vender hardware ou até mesmo distribuir softwares no Irã.

Além disso, houve relatos de que o ex-Secretário de Segurança Interna, Tom Ridge, teria acusado os serviços de inteligência iranianos de usar aplicativos da App Store e da Google Play para “monitorar atividades de seus agentes e exportar malwares”, os quais seriam usados para ataques cibernéticos contra a população norte-americana.

Um caso relacionado, onde o Irã teria restringido o uso do Telegram e do Instagram no país para evitar conflitos sociais, também aconteceu em janeiro deste ano.

Fonte: Apple Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.